quinta-feira, 2 de dezembro de 2021

Território da poesia




  De olhos fechados , imagino o momento

 que cristais do mar combinaram o marulhar. 

Assim foram, de onda em onda arando a areia, 

escavando o lugar. 

No constante empurrar, o chão molhado fez-se largo, 

aumentou o passar. 

Nasceu um território farto e extenso em seu vagar. 

 Foi crescendo, crescendo sem alarde, 

com magia, com cultivos de flores,

 e cantos das sereias do mar. 

Nenúfares brotaram ali. 

Albatrozes as vieram visitar. 

Árvores centenárias pediram ao ventos

sementes sopradas para ali germinar. 

No rodamoinho do tempo muita vida se instalou

 e o espraiado inicial ganhou espaço pulsante

a tudo embelezar. 

Encantamento tamanho atravessou o céu

e lançou convites ao luar.

 Em segundos começaram a chegar,

pessoas inspiradas, poetas e escritores

para ali habitar.



10 comentários:

  1. Poema lindíssimo que me deliciou ler.
    .
    Cordiais cumprimentos
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderExcluir
  2. UAU!!!Apaudindo daqui...Quem não aceitaria esses lindos convites? Um lugar mágico esse e ali a poesia foi morar... Tu, poeta, estás entre os convidados... Lindo demais! beijos, chica

    ResponderExcluir
  3. Foi crescendo, crescendo sem alarde,

    com magia, com cultivos de flores,

    e cantos das sereias do mar.

    Nenúfares brotaram ali.

    Boa noite de muita paz, querida amiga Carminha!
    Um convite irrecusável...
    Aceito estar o resto da minha vida no "território da poesia" junto a tão sensíveis amigos das letras, seja rabiscando versos ou lendo lindezas como as que acabo de sentir no �� através de suas palavras.
    Parabéns, amiga!
    Imagino como será seu próximo livro. Cada um vai saindo melhor.
    Inebriei-me com sua prosa poética de hoje, minha amiga.
    O néctar da poesia percorre cada linha do seu poético ser.
    Tenha dias abençoados!
    Beijinhos carinhosos e fraternos

    ResponderExcluir
  4. Uma descrição que é puro encantamento.
    Há de haver um lugar assim onde a poesia se faz presente e os movimentos sonorizam.
    Parece que foi lá, que um pequenino grão de areia se apaixonou pela lua, lá onde os poetas habitam e vivem a compor poemas, que acalmam e faz um bem maravilhoso Calu.
    Lindíssimo amiga.
    Carinhoso abraço de toda paz e feliz fim de semana.

    ResponderExcluir
  5. Em segundos começaram a chegar,

    pessoas inspiradas, poetas e escritores

    para ali habitar.
    Entre estas pessoas inspiradas estava você minha querida amiga poeta.
    Adoro te ler.
    Lindo!
    Um carinhoso beijinho
    Verena.


    ResponderExcluir
  6. Um poema magistral. Amei! :)
    -
    Diz a Criança, perspicaz ...
    -
    Beijo e um excelente fim de semana

    ResponderExcluir
  7. Olá Calu, que linda epifania você teve!
    A imagem que abre o post tem uma frase maravilhosa também!
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. É, de fato, neste território de beleza ímpar, que os poetas se sentem inspirados a cantar seus cantos maviosos.

    Porém, a pena de poetas e outros escritores tem de ser, por vezes, mais dura...
    Não gostou do meu poema, Calu?...

    Dias leves e animados.
    ~~~~~~~

    ResponderExcluir
  9. Todos procuramos um lugar assim, onde a vida pode evoluir para melhor e onde até os poetas se sentem em casa.
    Excelente poema, gostei imenso. Os meus aplausos para o seu talento poético.
    Continuação de boa semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  10. Um território paradisíaco, o da poesia... que nos leva a conhecer tantos universos diferentes... e nos desvenda tantos horizontes...
    Maravilhosa inspiração, muito bem complementada com uma imagem perfeita, para a mesma!
    Beijinhos, Calu! Votos de Festas Felizes, para si e todos os seus!
    Ana

    ResponderExcluir

Teu comentário é o fractal que faltava neste mosaico.
Obrigada por tua presença querida!