quarta-feira, 31 de julho de 2019

A antessala do paraíso





Já me vou pela página 337 das 370 que compõem o livro:" O segredo da Dinamarca - descubra como vivem as pessoas mais felizes do mundo , de Helen Russel. Vamos combinar que o subtítulo é sedutor. Pois, muito bem, lá venho eu palmilhando a leitura da obra com grande satisfação. A autora tem uma escrita leve e bem humorada. Me arrancou gargalhadas em alguns trechos e me manteve presa aos segredos revelados em cada capítulo. Segredos estes, bem analisados e baseados em estudos e depoimentos de pensadores dinamarqueses renomados.  

Episódios verídicos relatados me surpreenderam positivamente diante das situações costumeiras deste povo nórdico.Muitas tradições e elevado respeito às leis e normas da nação fazem parte do dia-a-dia de toda população e são encaradas como um bem nacional. Para lhes dar uma idéia, os cidadãos reconhecem que pagam altos impostos, mas, que estes são uma obrigação mais que justa para o perfeito funcionamento do bem-estar social( o qual existe e é concretamente aplicado); pasmem vocês.

O grau de confiança dos cidadãos em suas instituições e em seus conterrâneos ultrapassa os limites da estratosfera. As pessoas são respeitosas e agem com retidão(* sonho meu).

[ ]" O trabalho de Peter Dinesen, do departamento de ciência política da Universidade de Copenhagen, que pesquisa a confiança social, relata: ___ Nós vivemos numa sociedade que é muito justa, possui instituições eficientes e não tem corrupção, e onde as pessoas são geralmente tratadas de forma igualitária e com justiça. Suborno de policiais ou políticos é algo quase praticamente inexistente na Dinamarca, somos bem cuidados e cuidadosos, então isso nos dá a base para a confiança.[ ]"

Em 2016 foi divulgado pela OCDE relatório anual com uma lista dos 38 países que possuem melhor qualidade de vida no mundo.A Dinamarca ficou em 3º lugar frente a todos os requisitos de uma vida cuidada e segura para seus cidadãos.O Brasil ficou em 35º lugar em alguns ítens , mas estacionou em último lugar no quesito Segurança. Nem dá pra comentar, neh. 









sábado, 27 de julho de 2019

In vino veritas



Fatos como o que presenciei semana passada, deveriam ser comuns, deveriam suceder-se de forma natural, deveriam... 
Um amável dono de uma trattoria em Búzios protagonizou o fato  que aponto como sendo de causar estranheza nestes tempos de inversão de valores tão generalizada.
Pedimos um vinho português para acompanhar a pizza escolhida. Ele próprio selecionou sugestões para nós enquanto ia exaltando os sabores e propriedades de cada vinho apresentado; um entendido na matéria, pudera, gaúcho de nascimento.
Chegando a garrafa à mesa, fez questão de nos servir. Abriu o vinho , verteu-o em pequena dose na taça e imediatamente franziu o semblante. Pediu licença e provou o conteúdo.Desculpou-se, dizendo:

___ Estranho. Não sei o que se passa mas, esse vinho não está bom. O aroma não está característico.

Virou-se pro garçom e pediu outra garrafa, abriu, testou e aprovou -a. Só, então, nos serviu gentilmente.O cuidado demonstrado por ele nos fez fregueses assíduos de seu restaurante, o qual, sempre estava lotado todas as noites.
Creio que, como nós, outros clientes perceberam a integridade de sua postura colocando o bem-estar da clientela à frente de interesses puramente monetários.Pra mim, foi uma experiência altamente positiva acreditar na honestidade de um estranho. Anotem a recomendação quando por lá estiverem, vale muito desfrutar das delícias da casa e ter um atendimento diferenciado de inúmeros locais estrelados, mas , nem sempre merecedores de brilho.

Trattoria Primitivo__ rua das Pedras/ Búzios/RJ 










quarta-feira, 17 de julho de 2019

Permita-se florescer - Dia do Amigo


Faça de conta que abrimos uma revista ilustrada na página que nos traz interessantes conselhos. Faça de conta que seus olhos caem nas palavras arrumadas em mensagens dirigidas a você. Faça de conta que cada parágrafo lhe traz um sorriso, uma reflexão, uma descoberta. Faça de conta...

" Ela era como a lua, distante, mas com brilho cintilante!

" O segredo é se permitir florescer! 

Depois de um tempo a gente vê que a tempestade era só uma chuva demorada, então a gente se seca e vai ali sorrir de novo! 

" Ser livre é ter uma caso de amor com a própria vida!
(A. Cury) 

A vida é muito curta para usarmos glitter apenas no carnaval! 


Saboreie os momentos com amigos(as)!



Estabeleça regularmente um diálogo interno saudável e útil! 

 As pessoas são um compêndio de grandezas e fraquezas, entenda as suas!  



Presentei-se com um tempo só seu! 



" Contemplar o belo é fazer das pequenas coisas um espetáculo aos nossos olhos. É dialogar com os amigos, elogiar, as pessoas, entender os desafios da vida, admirar as crianças , ouvir as histórias dos idosos...
( A. Cury)  



Você tem uma história percorrida e muitas outras a percorrer, saiba que sua autobiografia ainda tem muitas páginas a serem escritas! 


( Marga)


  Dentre as milhares de datas enxertadas no calendário gregoriano, o dia do Amigo figura como  uma das mais simpáticas, a meu ver. 
Celebrar as amizades é uma alegria-bumerangue que independe de data marcada. 
Um amigo(a) não pertence a sua família , mas, você o percebe como um irmão! 

Sou grata a todos os meus/ minhas amigos -amigas da blogosfera que enfeitam minha convivência por aqui doando-me sempre um carinho enorme.


Obrigada a vcs de todo coração!




*sites: amenteemaravilhosa.com 
eusemfronteiras.com


domingo, 14 de julho de 2019

Onde incide a luz

( Tica)


Onde incide a luz torna-se claridade.Fato que dispensa conclusões.Será tão simples assim?Digo eu, "nem sempre". Há dias que nebulosas se instalam ante nossos olhos e, a corrida das horas nos cega, esta cegueira de visão factual estende-se para uma cegueira emocional, desencadeia uma cegueira de razão instalando fragilidades pesadas, paralisantes... 

Em dias assim borrados, lanço mão do lencinho de limpeza das lentes e se esse não for suficiente, lavo-as em água corrente com detergente até que a limpidez retorne à superfície devolvendo-lhe transparência. Só, então, coloco o par sobre o nariz para aclarar as janelas da alma, as janelas dos sentidos, as janelas dos sentires, o inspirar e o expirar, o dia, a vida.


" O divino não é para pessoas tristes, é para aquelas que são capazes de amar e de sorrir.
Esta existência é uma grande brincadeira, não a leve tão a sério.
Viva-a como uma canção no coração, agradeça por ela com alegria.
Ande pelo mundo com leveza e com sorriso no coração.
Então, de repente, toda a existência começa a se converter numa experiência divina.
O mundano se torna sagrado, o ordinário se torna extraordinário!"

Osho






segunda-feira, 8 de julho de 2019

Festejar é preciso


Aqui na terra seguem festejos julinos. Por todo lado encontramos festas típicas, danças e muitas delícias. Pessoalmente, amo muito tudo isso e aceito os convites que aparecem, com animação. 
A cidade ganha roupagem colorida: bandeirinhas aqui e acolá, criançada saltitante em suas roupas enfeitadas, famílias sorridentes pra verem seus pimpolhos se apresentarem. Tudo entra num ritmo festivo e contagiante, salutarmente celebrado.


Esta mesa maravilhosa pertenceu ao buffet do "arraiá" promovido por uma famosa confeitaria do meu bairro. Eu e duas amigas fomos desfrutar das delícias oferecidas.Uma tarde maravilhosa!


Com motivos ou sem convite marcado, é uma satisfação convivermos com amigas. Cada ocasião tem seu colorido que acaba por transbordar em clima de alegria contagiante. 
Quantas  felizes vezes ajeitamos as agendas para caberem cafezinhos, almoços ou simplesmente passeios por lugares aprazíveis. Retornamos depois com espírito renovado.


Boas companhias enfeitam os dias. Vejam as duas pequenas voando em seus balanços. Posso apostar que estão vivendo aventuras fantásticas neste ir e vir: talvez sejam astronautas, talvez voem em tapetes voadores, talvez...  

Muita gente procura definir tais momentos. Por vezes até cabem legendas, por vezes, nem sempre! 


" ...precisamos(nós mulheres) de mulheres à nossa volta. Amigas, filhas, avós, netas, irmãs, cunhadas, tias, primas. Somos mais chatas do que os homens, porém, entre uma chatice e outra, somos extremamente solidárias e companheiras de farras e roubadas[...]" 
( Martha Medeiros)