segunda-feira, 16 de setembro de 2019

Imagens e Reflexos





Me deparei com uma expressão, no mínimo, interessante: " o espelho positivo". Pronto, com certeza, essa expressão já lhe trouxe definições à mente , neh? 

Obviamente, digo eu,  será aquele espelho que só refletirá o bem e o belo, pois sim? Assim é o que me parece mas, para além das aparências instantâneas, o quê de fato conterá tal idéia? 

Falta-me uma bola de cristal para elucidar todas as variantes que moram na dita expressão, porém, irei palpitar sobre o som que dela ecoa em mim, pra mim...

Vejo nela um acolhimento a definir ações tão conhecidas de nós, aqui na blogosfera. Somos, em grande maioria, espelhos positivos refletores dos dons  e das artes dos amigos e amigas blogueiros(as). Em algum comentário feito  num ( ou mais ) determinado blog, levamos palavras incentivadoras a alguém que poderia encontrar-se tímido(a) em lançar-se no mundo dos blogs. Por vezes, encorajamos  nossos pares com aplausos, com acolhimento, com interações que multiplicam a rede de boas práticas e de boas amizades fomentando um círculo mágico e engrandecedor. 

Em esmagadora maioria protegemos uma imagem refletida nas palavras, nos poemas, nas diferentes criações estreitando laços humanos em plano virtual.

O bom, o bem, aí residindo, é inegável. Todos temos consciência disto, pois aqui permanecemos.Há , no entanto, um lado controverso poucas vezes aparente. Me refiro à dependência quase inconsciente de aprovação, de visitas e opiniões constantes, o que pode enevoar a forte claridade aqui desfrutada por todos e todas. Somos humanos e podemos nos confundir em qualquer circunstância, sendo deste tipo, não há nenhum pejo e tudo tende a se iluminar a cada rotação da esfera blogocêntrica.






quinta-feira, 5 de setembro de 2019

Todos querem...


" Todos querem ser pastores
quando encontram, de manhã,
 os carneirinhos enroladinhos
como carretéis de lã.

Todos querem ser pastores
e ter coroas de flores
e um cajadinho na mão
e, tocar uma flautinha
e soprar numa palhinha
qualquer canção. 

Todos querem ser cantores
quando a Estrela da Manhã
brilha só, no céu sombrio 
e, pela margem do rio
vão descendo os carneirinhos
como carretéis de lã..."
( Cecília Meireles_ "Os carneirinhos"


Todos querem... nós queremos: o bem e o bom, claro. 
Todos querem... nós queremos unir o útil ao agradável, se possível.
Todos querem... nós queremos sabores e saberes que nos elevem os sentidos e o espírito. 
Todos querem...nós queremos desfrutar de belas experiências.
Todos querem...nós queremos viver grandes afetos e fortes amizades.
Todos querem...nós queremos saúde pra dar e vender.
Todos querem...nós queremos ter artigos 3B( bons/bonitos e baratos).
Todos querem...nós queremos uma justiça honesta.
Todos querem...nós queremos direitos e deveres igualitários.
Todos querem...nós queremos ser tratados com dignidade.
Todos querem...nós queremos civilidade, segurança e respeito.


( Duy Huynh) 


Como seres humanos, todos queremos ser felizes e livres da miséria, todos aprendemos que a chave para a felicidade é a paz interior. Os maiores obstáculos à paz interior são as emoções perturbadoras como raiva, o apego, o medo e a desconfiança, enquanto o amor e a compaixão são as fontes de paz e felicidade”. Dalai Lama.

Todos querem...nós queremos, também!


domingo, 1 de setembro de 2019

Ares primaveris trazem asas conhecidas


Começam a aparecer em muitos escritos belas cantatas à primavera que se anuncia.Há um não sei quê de novidade no ar. Eu o sinto desde agosto, mês ventoso, dias instáveis.Muito calor ou muito frio, ao menos, por aqui. Nada de tão novo assim.

Insisto em meu sentido( talvez o sexto) que há algo pra acontecer. Algo de bom acontecimento.Tive prenúncios. Recebi mensagens e, aguardei... Foi pelo correio que a caixinha sortida veio. 








É ele! O bem faceiro passarinho-viajor! Nosso Verdinho querido que voltou pra seu ninho original. Mal saltou da caminha caprichosa feita pela Paula Belmino, abriu o bico adormecido na viagem e começou a trinar suas lindas aventuras pelos lares amigos que passou. 

Está cada vez mais feliz com os amigos e amigas que conquistou nos dois países co-irmãos, Brasil e Portugal. Contou-me que esteve descansando das muitas viagens e, neste período ouviu um chamado muito parecido ao de um irmão de asas, um mineirinho-passaredo que lhe procurava o paradeiro.Pelos cantos lançados aos ventos lá do sertão brasileiro, soube também das buscas que a amiga Lúcia(link)_sounaturezaesertao.blogspot, empreendia por sua procura.

Viu, então, que era hora de retornar à casa. Estudou as correntes aéreas, preparou-se e cá chegou, lépido e fagueiro, o passarinho- viajor.


Muito Obrigada , amigo Toninho(link)https://mineirinho-passaredo.blogspot.com/2019/08/emocoes-infinitas.html, por tuas cuidadosas buscas ao nosso Verdinho.

Muito Obrigada, Lúcia, pela dedicação e carinho dado ao nosso Verdinho.


Muito Obrigada Paula Belmino(link)_ paulabelmino.blogspot.com,  por todo apreço ao nosso passarinho.



Verdinho trouxe mais carinhos da Paula. Adorei! Obrigada, Paula.










terça-feira, 27 de agosto de 2019

BC comemorativa- Inteligência Espiritual



Na festa pelos 10 anos do seu blog:(link) www.idade-espititual.com.br, a amiga Rosélia nos convida a refletirmos sobre:


Inteligência Espiritual 

Em sua bem aceita teoria, o psicólogo e neurologista, Howard Gardner, estudou e desenvolveu um contrapeso para o paradigma da inteligência única. Propôs e comprovou que a vida requer múltiplas habilidades dos seres humanos, estimulando assim o aumento dos recursos do cérebro frente às inúmeras situações acontecidas.

Para a ciência, a inteligência é a capacidade de resolver problemas ou fatos importantes;capacidade de lidar com as alternâncias da vida, preferencialmente de forma apta para cada situação e, aí é que mora o "x" da questão. Como nos capacitarmos destas múltiplas aptidões? 

A última década ou um pouco mais de par de anos, proliferaram livros e profissionais em auto-ajuda.Por quê? Para ensinar -nos a desenvolver as capacidades existenciais faltantes. Muito se avançou neste universo, é fato, porém , por mais bem informados que estejamos ainda somos humanos sujeitos aos abalos e tremores insuspeitos.

Trago comigo a máxima: orai e vigiai", continuamente, pois, creio que na perseverança se fundem todas as práticas e teorias voltadas para o fortalecimento emocional/espiritual.Defino a inteligência espiritual na categoria existencial citada por Gardner, mas, com uma adaptação de conceito que expanda o termo para além dos questionamentos rasos de vida e morte, impulsionando os sentidos de reconhecimento em ações de acolhimento e transmutação dos sentimentos deflagrados ante as situações da vida. 

Nos oito tipos de inteligências portadas em cada ser humano independentemente de sua prevalência, é exigida de nós a inteligência espiritual para a harmonização das demais.


Parabéns, amiga pela data significativa marcada por tantas interações maravilhosas na Blogosfera.





quarta-feira, 31 de julho de 2019

A antessala do paraíso





Já me vou pela página 337 das 370 que compõem o livro:" O segredo da Dinamarca - descubra como vivem as pessoas mais felizes do mundo , de Helen Russel. Vamos combinar que o subtítulo é sedutor. Pois, muito bem, lá venho eu palmilhando a leitura da obra com grande satisfação. A autora tem uma escrita leve e bem humorada. Me arrancou gargalhadas em alguns trechos e me manteve presa aos segredos revelados em cada capítulo. Segredos estes, bem analisados e baseados em estudos e depoimentos de pensadores dinamarqueses renomados.  

Episódios verídicos relatados me surpreenderam positivamente diante das situações costumeiras deste povo nórdico.Muitas tradições e elevado respeito às leis e normas da nação fazem parte do dia-a-dia de toda população e são encaradas como um bem nacional. Para lhes dar uma idéia, os cidadãos reconhecem que pagam altos impostos, mas, que estes são uma obrigação mais que justa para o perfeito funcionamento do bem-estar social( o qual existe e é concretamente aplicado); pasmem vocês.

O grau de confiança dos cidadãos em suas instituições e em seus conterrâneos ultrapassa os limites da estratosfera. As pessoas são respeitosas e agem com retidão(* sonho meu).

[ ]" O trabalho de Peter Dinesen, do departamento de ciência política da Universidade de Copenhagen, que pesquisa a confiança social, relata: ___ Nós vivemos numa sociedade que é muito justa, possui instituições eficientes e não tem corrupção, e onde as pessoas são geralmente tratadas de forma igualitária e com justiça. Suborno de policiais ou políticos é algo quase praticamente inexistente na Dinamarca, somos bem cuidados e cuidadosos, então isso nos dá a base para a confiança.[ ]"

Em 2016 foi divulgado pela OCDE relatório anual com uma lista dos 38 países que possuem melhor qualidade de vida no mundo.A Dinamarca ficou em 3º lugar frente a todos os requisitos de uma vida cuidada e segura para seus cidadãos.O Brasil ficou em 35º lugar em alguns ítens , mas estacionou em último lugar no quesito Segurança. Nem dá pra comentar, neh. 









sábado, 27 de julho de 2019

In vino veritas



Fatos como o que presenciei semana passada, deveriam ser comuns, deveriam suceder-se de forma natural, deveriam... 
Um amável dono de uma trattoria em Búzios protagonizou o fato  que aponto como sendo de causar estranheza nestes tempos de inversão de valores tão generalizada.
Pedimos um vinho português para acompanhar a pizza escolhida. Ele próprio selecionou sugestões para nós enquanto ia exaltando os sabores e propriedades de cada vinho apresentado; um entendido na matéria, pudera, gaúcho de nascimento.
Chegando a garrafa à mesa, fez questão de nos servir. Abriu o vinho , verteu-o em pequena dose na taça e imediatamente franziu o semblante. Pediu licença e provou o conteúdo.Desculpou-se, dizendo:

___ Estranho. Não sei o que se passa mas, esse vinho não está bom. O aroma não está característico.

Virou-se pro garçom e pediu outra garrafa, abriu, testou e aprovou -a. Só, então, nos serviu gentilmente.O cuidado demonstrado por ele nos fez fregueses assíduos de seu restaurante, o qual, sempre estava lotado todas as noites.
Creio que, como nós, outros clientes perceberam a integridade de sua postura colocando o bem-estar da clientela à frente de interesses puramente monetários.Pra mim, foi uma experiência altamente positiva acreditar na honestidade de um estranho. Anotem a recomendação quando por lá estiverem, vale muito desfrutar das delícias da casa e ter um atendimento diferenciado de inúmeros locais estrelados, mas , nem sempre merecedores de brilho.

Trattoria Primitivo__ rua das Pedras/ Búzios/RJ 










quarta-feira, 17 de julho de 2019

Permita-se florescer - Dia do Amigo


Faça de conta que abrimos uma revista ilustrada na página que nos traz interessantes conselhos. Faça de conta que seus olhos caem nas palavras arrumadas em mensagens dirigidas a você. Faça de conta que cada parágrafo lhe traz um sorriso, uma reflexão, uma descoberta. Faça de conta...

" Ela era como a lua, distante, mas com brilho cintilante!

" O segredo é se permitir florescer! 

Depois de um tempo a gente vê que a tempestade era só uma chuva demorada, então a gente se seca e vai ali sorrir de novo! 

" Ser livre é ter uma caso de amor com a própria vida!
(A. Cury) 

A vida é muito curta para usarmos glitter apenas no carnaval! 


Saboreie os momentos com amigos(as)!



Estabeleça regularmente um diálogo interno saudável e útil! 

 As pessoas são um compêndio de grandezas e fraquezas, entenda as suas!  



Presentei-se com um tempo só seu! 



" Contemplar o belo é fazer das pequenas coisas um espetáculo aos nossos olhos. É dialogar com os amigos, elogiar, as pessoas, entender os desafios da vida, admirar as crianças , ouvir as histórias dos idosos...
( A. Cury)  



Você tem uma história percorrida e muitas outras a percorrer, saiba que sua autobiografia ainda tem muitas páginas a serem escritas! 


( Marga)


  Dentre as milhares de datas enxertadas no calendário gregoriano, o dia do Amigo figura como  uma das mais simpáticas, a meu ver. 
Celebrar as amizades é uma alegria-bumerangue que independe de data marcada. 
Um amigo(a) não pertence a sua família , mas, você o percebe como um irmão! 

Sou grata a todos os meus/ minhas amigos -amigas da blogosfera que enfeitam minha convivência por aqui doando-me sempre um carinho enorme.


Obrigada a vcs de todo coração!




*sites: amenteemaravilhosa.com 
eusemfronteiras.com


domingo, 14 de julho de 2019

Onde incide a luz

( Tica)


Onde incide a luz torna-se claridade.Fato que dispensa conclusões.Será tão simples assim?Digo eu, "nem sempre". Há dias que nebulosas se instalam ante nossos olhos e, a corrida das horas nos cega, esta cegueira de visão factual estende-se para uma cegueira emocional, desencadeia uma cegueira de razão instalando fragilidades pesadas, paralisantes... 

Em dias assim borrados, lanço mão do lencinho de limpeza das lentes e se esse não for suficiente, lavo-as em água corrente com detergente até que a limpidez retorne à superfície devolvendo-lhe transparência. Só, então, coloco o par sobre o nariz para aclarar as janelas da alma, as janelas dos sentidos, as janelas dos sentires, o inspirar e o expirar, o dia, a vida.


" O divino não é para pessoas tristes, é para aquelas que são capazes de amar e de sorrir.
Esta existência é uma grande brincadeira, não a leve tão a sério.
Viva-a como uma canção no coração, agradeça por ela com alegria.
Ande pelo mundo com leveza e com sorriso no coração.
Então, de repente, toda a existência começa a se converter numa experiência divina.
O mundano se torna sagrado, o ordinário se torna extraordinário!"

Osho






segunda-feira, 8 de julho de 2019

Festejar é preciso


Aqui na terra seguem festejos julinos. Por todo lado encontramos festas típicas, danças e muitas delícias. Pessoalmente, amo muito tudo isso e aceito os convites que aparecem, com animação. 
A cidade ganha roupagem colorida: bandeirinhas aqui e acolá, criançada saltitante em suas roupas enfeitadas, famílias sorridentes pra verem seus pimpolhos se apresentarem. Tudo entra num ritmo festivo e contagiante, salutarmente celebrado.


Esta mesa maravilhosa pertenceu ao buffet do "arraiá" promovido por uma famosa confeitaria do meu bairro. Eu e duas amigas fomos desfrutar das delícias oferecidas.Uma tarde maravilhosa!


Com motivos ou sem convite marcado, é uma satisfação convivermos com amigas. Cada ocasião tem seu colorido que acaba por transbordar em clima de alegria contagiante. 
Quantas  felizes vezes ajeitamos as agendas para caberem cafezinhos, almoços ou simplesmente passeios por lugares aprazíveis. Retornamos depois com espírito renovado.


Boas companhias enfeitam os dias. Vejam as duas pequenas voando em seus balanços. Posso apostar que estão vivendo aventuras fantásticas neste ir e vir: talvez sejam astronautas, talvez voem em tapetes voadores, talvez...  

Muita gente procura definir tais momentos. Por vezes até cabem legendas, por vezes, nem sempre! 


" ...precisamos(nós mulheres) de mulheres à nossa volta. Amigas, filhas, avós, netas, irmãs, cunhadas, tias, primas. Somos mais chatas do que os homens, porém, entre uma chatice e outra, somos extremamente solidárias e companheiras de farras e roubadas[...]" 
( Martha Medeiros)







quinta-feira, 4 de julho de 2019

Caminhando na chuva


Ontem, num dia assim, como tantos outros antes dele, toda gente aproveitava o inverno da cidade.Caminhantes, banhistas, ciclistas, um frenético ir e vir pela orla, nas areias, no quebra-mar. Havia uma animação estampada nos rostos das pessoas.






 Hoje,pela manhã , o sol já se anunciava e nem parecia que a previsão de mudança no clima aconteceria. Quando saí para caminhada habitual ainda se avistava a perfeita silhueta do Rio. Claro que duvidei convicta do boletim meteorológico de ontem. Pensei: " que frente fria que nada, se esfriar vai ser lá pelos lados da região serrana."
Foi aí, logo depois do pensamento conclusivo que vi crescerem as nuvens encobrindo o Pão-de-Açúcar e lufadas mais frias soprando do mar pra terra me enfrentavam o passo. Ainda duvidando das evidências, prossegui.




Em minutos, pingos grossos despencaram dos céus feito cortina.Tomei um banho de chuva.  A princípio acelerei o passo como se isto fosse me fazer desviar dos pingos intermitentes. Um esforço inútil. Acho que deve ser reação de proteção ante o desabrigo.Logo me dei conta do ridículo da situação. Retomei passo rápido mas, sem afoiteza e, deixei que a chuva lavasse corpo e alma como um banho de cachoeira. 


(*imagem: Pinterest/ Thayse)


[...] não paira vento, não há céu que eu sinta.
Chove longínqua e indistintamente,
Como uma coisa certa que nos minta,
Como um grande desejo que nos mente.
Chove.Nada em mim sente...
( Fernando Pessoa)







sábado, 29 de junho de 2019

A cor da vitalidade- abram alas para o laranja


Uma explosão em laranja com riscos de verde-vivo, assim fica meu flamboyant florido. Uma cobertura fulgurante por sobre o jardim. Néon natural derramado em cascatas generosas.Colírio para os olhos e pr'alma que fulgura em festa ante tamanha majestade. 

O laranja veio pra abrilhantar a festa das cores da Xunandinha, conversascomxunandinhablogspot.com.


Em mesclas belíssimas, o laranja se faz referência às cores outonais.


Dá um tom alegre aos espaços. 


Um colar de âmbar; resina fóssil muito usada em adornos, porém, não só para este fim é utilizado. Foi no ano passado que ouvi pela primeira vez sobre os benefícios atribuídos ao âmbar.*"Sabe-se que as resinas produzidas pelos vegetais agiam como proteção contra ação das bactérias e contra o ataque de insetos que perfuravam a casca até atingir o cerne das árvores. Desde a pré-história, as regiões banhadas pelo mar Báltico são as principais fontes de âmbar".

Tenho sabido de recentes usos do âmbar por jovens mamães confiantes nos benefícios do  ácido succínico presente no âmbar com propriedades analgésicas e anti-inflamatórias além de melhorar a imunidade em seus pequenos.

Em sua presença marcante, o laranja pertence a uma extensa lista de usos e tradições muito apreciadas.






* trecho extraído da Wikipédia( vale a pena saber mais)

sexta-feira, 21 de junho de 2019

A cor da terra - BC comemorativa


Não chegou dos céus, nem do mar.Veio do chão e cortou o ar. Fincou raízes , floriu, frutou...embelezou! 

Assim apontou o castanho, amarronzado abraçado que desfila seus matizes com soberba majestosa.Seja no chão natural, nos troncos, em folhas seletas, nos caminhos espontâneos, nas encostas e nos sopés.
Símbolo da Mãe-terra, o marrom confere molduras e entremeios a cenários naturais.



O delicioso sapoti quando acastanha sua casca é sinal de que a polpa doce está pronta para o deleite.
Sou testemunha disto. Havia um sapotizeiro frondoso no quintal da casa de meus pais.Eu vivia de nariz pro alto vasculhando os frutos que já estivessem maduros. 


Em dias de tempestades, os ventos embolam as nuvens
 que sopram nas encapeladas ondas a
contrastarem o castanho que aplaina as areias.



Outra deliciosa tentação vem de fruto avermelhado mas, de sementes castanhas que dão cor e sabor a um marrom muito apreciado__ o chocolate.


Na paleta do artista-maior, desfilam cores infinitas, assombros de muitos matizes, belezas ímpares, adornos originais.


Com o castanho continua a ciranda das cores promovida pela amiga, Xunandinha, do blog:conversascomxunandinha, em comemoração aos dez de seu blog.


Arte em papel




*Imagens(2/3/5) _ Imgrum- segs.com.br

terça-feira, 11 de junho de 2019

Vinda nas brumas do tempo



Logo pelas primeiras horas da manhã de hoje eu já estava às voltas com checagem de documentos, papelada enfeitiçada pela magia da reprodução. Acha uma, perde duas no meio do bolo. Lê aqui. Revisa acolá. Ordena, seleciona, coloca na pasta etiquetada. Acha mais papéis e torna a lê-los. Ainda são importantes? Criteriza. Ordena de novo. A mesa da sala é um amontoado de pastas e papéis documentais. Todos? Não, não todos.
Em leitura dinâmica quero acelerar o processo e, eis-me que cai aos olhos um fragmento de texto. A primeira linha já me arqueia as sobrancelhas. A segunda me detém, hipnotizada pelo conteúdo que expande ante minha leitura.
Um presente! Sim, um tocante presente-mensagem vindo, arquivado por mim, de tempos passados e que, me alcança neste dia. Auspiciosa faxina, esta, que me levou a feliz redescoberta que transfiro aqui para mostrar-lhes: 

( trecho extraído do livro de Clarissa Pinkola Éstes_ Mulheres que correm com lobos) 



"[...] Hoje, La Loba dentro de você está recolhendo ossos. O que ela está recriando? Ela é o self da alma, a construtora do lar da alma. Ella lo hace a mano, ela faz e refaz a alma à mão.
O que ela está fazendo para você?
   Mesmo no melhor dos mundos, a alma precisa de uma renovação ocasional.À semelhança das construções de adobe no sudoeste norte-americano, aqui descascou um pouco, ali caiu um pedaço, acolá  a água desmanchou. Sempre se vê uma velha com chinelos consertando as paredes de adobe com uma lama mole. Ela mistura palha, água e terra e aplica essa mistura sobre as paredes, alisando-as de novo. Sem ela, a casa perde sua forma. Sem ela, a casa  pode virar uma massa disforme depois de uma chuvarada[...] "


Com cheiro de ar renovado depois de breve chuva, levantei-me do impacto causado , olhei pela janela e vi que os céus me sorriam em aprovação.







domingo, 9 de junho de 2019

A cor da vida- BC comemorativa

Creio ser de conhecimento corrente os pitorescos significados das cores e como elas influenciam, alteram e induzem gostos, gestos, e sentimentos. Considero todas estas propriedades de função vital à vida humana desde os primórdios da consciência.
A famosa "paleta" de cores é apaixonante. São tantos desdobramentos que nos confundem a visão acerca das nuances existentes.
Cores alegram. Cores avivam! Cores surpreendem!


E, agora na BC festiva da Xunandinha, conversascomxunandinha.blogspot.com, é a vez do Vermelho- cor quente-labareda.



Mesmo entre cenários, o vermelho acaba por chamar a si o protagonismo.


Atrai a luz e a luz o altera sem ofuscar-lhe a pujança; de vermelho roseia-se em fluorescentes tons.
Chama o branco, o amarelo e, vai somando, metamorfoseando-se em variadas nuances apaixonantes. 


O laranja, mistura vibrante, carrega luminosidade, vitalidade e alegria. Gosto disso! 


Chega o rosa, róseo tom, rosácea aquarelada que nos finos rasgos do vermelho resgata coloração delicada, pinta, nomeia, adorna e faz sonhar.


Das muitas lições que tiro das cores, uma delas é a de que:

Por mais intenso que seja o tom que colore o horizonte, ele não é único e nem permanente, sempre sopram respingos de outras cores trazidas nas correntezas dos ventos. 
Prenúncios de suavidades avizinham-se!