sexta-feira, 3 de julho de 2020

Eu te Benzo...





 Extraído do livro " A Arte da Bênção" Pierre Pradervand.

"Bênção significa desejar e querer incondicionalmente - totalmente e sem reservas - o bem ilimitado, para os outros e para os eventos da vida, fazendo-o emergir das fontes mais profundas e íntimas de nosso Ser.
Quando você acordar, abençoe sua jornada, porque ela já está transbordando com uma abundância de bens que suas bênçãos aparecerão. Porque bênção significa reconhecer o bem infinito que é parte integrante da própria trama do universo. Que bom, tudo o que ele espera é um sinal de você para poder se manifestar.
Quando você conhece pessoas na rua, no carro, no seu local de trabalho, abençoe a todos. A paz da sua bênção será a companhia do seu caminho e, a aura do seu perfume discreto será uma luz no seu itinerário. Abençoe aqueles que encontrar, despeje sua bênção sobre a saúde deles, o trabalho deles, a alegria deles, o relacionamento com Deus e consigo mesmos e com os outros. Abençoe a todos de todas as formas imagináveis, porque essas bênçãos não apenas espalham as sementes da cura, mas um dia, elas brotam como tantas flores de alegria nos espaços áridos da sua própria vida.
Abençoe sua cidade, seus governantes e a todos, como: educadores, enfermeiros, varredores, padres e prostitutas. Quando alguém lhe mostrar agressividade, raiva ou falta de bondade, responda com uma bênção silenciosa. Abençoe totalmente, sinceramente, com alegria, porque essas bênçãos são um escudo que protege da ignorância, dos males e, a flecha que o atingiu mudou de rumo.
Bênção significa desejar e desejar incondicionalmente, totalmente e sem reservas, o bem ilimitado - para os outros e para os eventos da vida - fazendo emergir o bem das fontes mais profundas e íntimas do seu ser. Isso significa venerar e considerar com total admiração o que é sempre um presente do Criador, quaisquer que sejam as aparências. Quem é afetado por sua bênção é um ser privilegiado, consagrado e íntegro. Bênção significa invocar proteção divina sobre alguém ou alguma coisa, pensando nisso com profundo reconhecimento. Significa também chamar a felicidade para encontrá-lo.
Bênção significa reconhecer uma beleza onipresente, escondida dos olhos materiais. É para ativar a lei universal da atração que, do fundo do universo, trará à sua vida exatamente o que você precisa no momento presente para crescer, avançar e encher sua vida de alegria." 







quinta-feira, 25 de junho de 2020

Pinceladas




Transborda céu e mar num quadro todo azul chamando naturalmente os olhares. 





Desliza macio o pincel do artista divino fazendo arabescos diáfanos na tela imensa.






"Contemplar o belo é fazer das pequenas coisas um espetáculo aos nossos olhos.É dialogar com amigos, elogiar as pessoas[...]admirar as crianças, ouvir as histórias dos mais velhos."
( Augusto Cury)





Viver a arte da contemplação do belo nutre a existência dos dias, aviva as cores das horas, desperta a gratidão por tais dádivas.




“Serenidade. Encantamento.
A alma é um parque sob o luar.
Passa de leve a onda do vento,
fica a ilusão no seu lugar.
Vem feito flor o pensamento,
como quem vem para sonhar.
Gotas de orvalho.Sentimento.
Névoas tenuíssimas no olhar.
Tombam as horas, lento e lento,
como quem não nos quer deixar.
Êxtase. Vésperas. Advento.
Ouve! O silêncio vai falar!
Mas não falou…Foi-se o momento…
E não me canso de esperar”.


( Henriqueta Lisboa)




sábado, 20 de junho de 2020

A poesia é disciplina da magia



( Google)


Há alguns anos, o escritor moçambicano Mia Couto contou-me uma história de que gosto muito. O meu amigo terminara de escrever “Antes de nascer o mundo” (Companhia das Letras, 2009), romance no qual conta a história de Silvestre, um homem desiludido com a humanidade, que arrasta os dois filhos para uma região isolada porque, diz-lhes, o mundo acabou. 

O livro estava pronto, mas ainda não fora publicado, quando Mia recebeu uma proposta de trabalho, enquanto biólogo, que implicava uma viagem pelo interior do país. Numa aldeia remota encontrou um velho que lhe disse ser cego. Na manhã seguinte, porém, Mia encontrou-o a ler. “Mas você não me disse que era cego?”, perguntou-lhe. E o homem respondeu: “Só não sou cego enquanto leio”.

Na verdade, não tenho a certeza se a ficção adivinha o futuro, ou se, pelo contrário, o constrói. Esta é , aliás, a tese de meu novo romance. O que faça, afinal, é levar a sério a primeira frase de um dos livros mais lidos (e, provavelmente, menos compreendidos) do mundo – a Bíblia. “No princípio era a palavra”, afirma a Bíblia. Ou seja, antes do real, existia a palavra. É a palavra que cria a realidade.

Os magos, ou xamãs, em todas as culturas ao redor do globo, antes e depois da afirmação do cristianismo, acreditam no mesmo. Não por acaso, a poesia começou por ser uma disciplina da magia. A palavra evoca os deuses, dá existência a seres e a objetos. A palavra cria e descria os enredos, desenha a linha do tempo.

O momento que vivemos inquieta porque não conseguimos ver para além da montanha. Sim, sobreviveremos à pandemia. Mas sobreviveremos ao que vem depois?

Talvez a resposta já tenha sido escrita, algures, por algum escritor. Também por isso, nada melhor do que aproveitar os dias de isolamento para ler. Ler, aliás, é a melhor maneira de contrariar o isolamento. Leitores não são ilhas. São universos em expansão.

Trecho do artigo “No princípio era a palavra”, de José Eduardo Agualusa, publicado em 28/03/2020 no Segundo Caderno do jornal O Globo.




terça-feira, 16 de junho de 2020

" Para a memória, o tempo não passa"


Corria o ano da graça de 2010 quando essa fofura toda nasceu, o Miguel, meu primeiro neto. Precioso presente dos céus em nossa família. 
Risonho desde sempre. Atento e amoroso, naturalmente, encheu nossos dias de alegrias viçosas e muito amor.
Hoje completa 10 anos. É um garoto grande e muito amado.



Em 2019 mudou-se pro Canadá ( a família) e, claro, deixou um vazio significativo em meus dias. Sorte que temos as tecnologias pra nos auxiliar a preencher um pouco as saudades compridas.


( Miguel e Rafael)

Por mídias e por fotos vou me consolando da falta que sinto deles.



Meu primeiro amor, feliz sou eu em tê-lo como neto.
Deus te abençoa e felicita infinitamente, Guelito. Todas as alegrias são tuas companheiras constantes. 

Feliz aniversário, amado da vovó! 




Foto feita em 2017 no Museu do Amanhã montada em collage.




domingo, 14 de junho de 2020

Recomeços



(by Tica)



Quando a vida bater forte e sua alma sangrar,
Quando esse mundo pesado lhe ferir, lhe esmagar, 
É hora do recomeço.
Recomece a lutar. 

Quando tudo for escuro e nada iluminar, 
Quando tudo for incerto e você só duvidar,
É hora do recomeço
Recomece a acreditar.

Quando a estrada for longa 
 e seu corpo fraquejar
Quando não houver caminho
nem um lugar pra chegar;
É hora do recomeço.
Recomece a caminhar.

Quando o mal for evidente e o  amor se ocultar 
Quando o peito for vazio e o abraço faltar
 É hora do recomeço.
Recomece a amar. 

Quando você cair e ninguém lhe amparar,
Quando a força do que é ruim conseguir lhe derrubar,
É hora do recomeço.
Recomece a levantar.  

E quando a falta de esperança decidir lhe açoitar,
Se tudo que for real for difícil  suportar,
É hora do recomeço.
Recomece a sonhar. 

É preciso de um final pra poder recomeçar.
Como é preciso cair pra poder se levantar.
Nem sempre engatar a ré significa voltar. 


Remarque aquele encontro. Reconquiste um amor.
Reúna quem lhe quer bem. Reconforte um sofredor.
Reanime quem está triste e reaprenda na dor. 


Recomece! Se refaça! Relembre o que foi bom!
Reconstrua cada sonho. Redescubra algum dom.
Reaprenda quando errar. Rebole quando dançar.
E, se um dia, lá na frente, a vida der uma ré
Recupere a sua fé e recomece novamente. 

(Bráulio Bessa)







terça-feira, 9 de junho de 2020

Contando o tempo- aniversário na quarentena



Ontem ainda, essa bonequinha cacheada de 8 aninhos fazia uma farra danada com a pequena amiguinha do primo.

Ana Clara, netinha do coração, chegou lá em casa toda sorridente com seus 4 aninhos de sapequice, empoleirada no cangote do meu filho. Foi amor instantâneo.

Foi a única criança da casa por mais de três anos a partir daquele dia, até a chegada do Miguel em 2010.
Ô saudades compridas!


 Hoje, uma moça linda completando seus dezessete. Uma graça de mocinha. Amorosa, gentil e muito agarrada com os irmãos.
Um presente de Deus em nossa família. 



Parabéns, Aninha, todas as alegrias são tuas companheiras diárias! Deus te abençoa e felicita, sempre!
Somos felizes, princesa! 






Por lá, arraiá quase pronto. Vai ter comes e bebes juninos e a família vai cantar os parabéns pelo vídeo. São os tempos...
Assim que tudo passar iremos comemorar de novo! 

Viva a Aninha!


terça-feira, 2 de junho de 2020

Fluindo com o mar


Deixando fluir...

O fascínio que a imensidão do mar exerce transborda em emoções complexas, nem sempre definidas, mas, o sentir intenso tem o condão de silenciar definições. 

Nunca antes, o marulhar libertou tantos sorrisos guardados! 

Os olhos que hoje te contemplam trazem um brilho inaugural! 

Nada é tão encantador quanto tuas beiradas rendadas por sobre a areia! 

Vejo no preparo do novo repuxo a consistência da esperança! 

Privilégio é ter-se gaivotas em vôo a enfeitar o teto azul! 

Deixaram a tinta branca correr solta na tela azul  e, que belos acabamentos foram feitos! 

Ah, o mar... não cabe em palavras! 



Outras fluições..

" O mar não recompensa os que são por demais ansiosos, ávidos ou impacientes. Escavar tesouros mostra não só impaciência e avidez, mas também falta de fé. Paciência, paciência, paciência é o que nos ensina o mar. Precisamos nos deitar vazios, abertos e sem exigências, como a praia - esperando por um presente do mar.!" 
( Anne M. Lindberg)


" Tudo o que temos de decidir é o que fazer com o tempo que nos é dado!
( Tolkien)




quinta-feira, 21 de maio de 2020

Passo a Passo






Fui bisbilhotar a tal loja de aplicativos do celular e eis que encontro um app de marcar os passos dados em caminhadas e os gastos de calorias perdidas. Muito útil pra trazer disciplina ao exercício. Quantos passos serão necessários pra que eu obtenha as perdas calóricas ideais? Não sei responder . Não adquiri o leitor de passos. Por enquanto os passos acometidos por mim estão restritos e eu mesma posso contá-los.

Lembrei-me da brincadeira da infância:Mamãe posso ir? Quantos passos? De formiguinha a elefante as variações eram grandes e provocavam muitas risadas da turma.

Agora, meus passos não me fazem rir, me revelam, isto sim, que são firmes, convictos na fé  e na esperança de melhores dias. Dou passos na fé desde que encosto meus pés no chão todas as manhãs. Dou passos na fé a cada deslocamento entre os cômodos da casa durante os afazeres dos dias. Dou passos na fé quando me reservo em orações pelos meus e pelo mundo todo, diariamente. Dou passos na fé quando leio assuntos edificantes. Dou passos na fé ao me alegrar nas vídeo-conversas com os filhos(as) e netos(as). Dou passos na fé em convicções esperançosas a cada amanhecer. Dou passos na fé crendo que logo teremos uma segurança para o retorno à normalidade.

Reavivando na memória da infância os conselhos maternos de olhar bem onde se pisa, firmo meus passos na fé; terreno seguro para passos firmes.  




segunda-feira, 11 de maio de 2020

O tempo a cada 24 horas


(by Tica)


 Quando em aproximadamente, uma década à frente, estudantes ao abrirem seu livros( ou seus tablets) nas páginas da história contemporânea se depararão com os registros do ano de 2020 que estarão descritos mais ou menos assim:

" Nesta época que viveram, nada, mas absolutamente nada, fazia sentido[...]"   (Clarissa Estés). 

Nem tanto, nem tão pouco, mas há porções significativas carentes de sentido, de compreensão, de familiaridade. As circunstâncias nos atropelaram os dias de forma comunal remexendo com certezas e aflorando brutalmente as incertezas . Da noite para o dia ficamos indefesos. Caíram por terra nossas convicções de possibilidades. Podíamos tudo. Liberdade não tinha limites. O mundo não tinha distâncias. Tudo era atingível, palpável.

Agora, tudo está inatingível. Cada dia cabe em suas 24 horas de incredulidades e inseguranças frente ao invisível. Tudo pode mudar de um instante ao outro. Antes, também podia, porém, não nos dávamos conta da extensão desta circunstância. Nestes quase três meses de isolamento, a insegurança faz plantão à nossa porta e todos os cuidados e preservações deixam rastros de dúvidas. Ficamos um tantinho paranóicos, passamos a sofrer de TOC e, isto se torna perfeitamente normal ante tudo que aí está. 

Mesmo não tendo uma opinião cristalizada sobre estes tempos estranhos, fico com forte impressão que muitas das antigas prioridades serão redimensionadas diante das verdadeiras necessidades de bem estar.Temos tido todo tempo do mundo, quando antes reclamávamos de tê-lo em reduzido aproveitamento. Nossos espaços ganharam ressignificações metricamente silenciosas  abrangendo percepções e opiniões.

Acredito, sim, que mudanças ocorrerão na visão de mundo que existia em cada um de nós.   




segunda-feira, 4 de maio de 2020

O mundo precisa de benzedeiras



"O mundo anda precisando de benzedeiras. Elas estão por aí, espalhadas em cantos de quintais floridos, curando as feridas que o homem não consegue lidar. Desvirando os calçados e espalhando pelo ar o doce cheiro de alecrim (Mônica Mondrian). Estou soprando agora uma fumaça com cheiro de flores e ervas sobre os seus ombros e banindo todas as doenças, medos, tristezas e depressões. Que se afaste as línguas ferozes, os venenos lançados, as intrigas feitas e todo mau olhado. Sinta essa fumaça transformando a escuridão em luz, transformando o medo em esperança e transmutando toda inquietação em criatividade e auto expressão artística. Convoco a dor a se retirar e o amor a entrar. Reanime o coração e faça esta oração sempre que precisar (Oração de limpeza). Toda mulher é mágica. Dentro de toda mulher habita uma curandeira. Desperte a curandeira que há em você..."
( trecho-texto: Rana Vitória)



A tia de minha mãe era benzedeira.Qualquer pereba que aparecesse nas crianças da família,  tia Juracy era convocada. Logo chegava ela com seu terço entrelaçado nas mãos e um sorriso doce que tinha o poder de diminuir os incômodos da catapora, da rubéola, da gripe... A mesinha de cabeceira do adoentado(a) virava balcão de remédios indicados pelo pediatra junto com utensílios pros cuidados necessários para atravessar a crise, mas não podiam faltar as bendições da tia Juracy pra garantir o conforto e a confiança na cura rápida. 

Alguns dirão que é pura crendice, e é mesmo, mas seria bom que as tias benzedeiras fizessem uma corrente planetária de orações pela cura de toda humanidade.






terça-feira, 28 de abril de 2020

A vida é uma dança



Em meio às turbulências dos dias muitas reflexões são faróis a acalmar os pensamentos agitados e as incertezas que teimam em permanecer no tecido dos dias.

Isto, também vai passar! 


"Quando uma porta se fecha, outra se abre; quando um caminho termina, outro começa… nada é estático no Universo, tudo se move sem parar e tudo se transforma sempre para melhor.
Habitue-se a pensar desta forma: tudo que chega é bom, tudo que parte também. É a dança da vida… dance-a da forma como ela se apresentar, sem apego ou resistência.
Não se apavore com as doenças… elas são despertadores, têm a missão de nos acordar. De outra forma permaneceríamos distraídos com as seduções do mundo material, esquecidos do que viemos fazer neste planeta. O universo nos mandou aqui para coisas mais importantes do que comer, dormir, pagar contas…
Viemos para realizar o Divino em nós. Toda inércia é um desserviço à obra divina. Há um mundo a ser transformado, seu papel é contribuir para deixá-lo melhor do que você o encontrou. Recursos para isso você tem, só falta a vontade de servir a Deus servindo aos homens.
Não diga que as pessoas são difíceis e que convivência entre seres humanos é impossível. Todos estão se esforçando para cumprir bem a missão que lhes foi confiada. Se você já anda mais firme, tenha paciência com os seus companheiros de jornada. Embora os caminhos sejam diferentes, estamos todos seguindo na mesma direção, em busca da mesma luz.
E sempre que a impaciência ameaçar a sua boa vontade com o caminhar de um semelhante, faça o exercício da compaixão. Ele vai ajudá-lo a perceber que na verdade ninguém está atrapalhando o seu caminho nem querendo lhe fazer nenhum mal, está apenas tentando ser feliz, assim como você.
Quando nos colocamos no lugar do outro, algo muito mágico acontece dentro de nós: o coração se abre, a generosidade se instala dentro dele e nasce a partir daí uma enorme compreensão acerca do propósito maior da existência, que é a prática do AMOR. Quando olhamos uma pessoa com os olhos do coração, percebemos o parentesco de nossas almas.
Somos uma só energia, juntos formamos um imenso tecido de luz… Não existem as distâncias físicas. A Física Quântica já provou que é tudo uma ilusão. Estamos interligados por fios invisíveis que nos conectam ao Criador da vida. A minha tristeza contamina o bem-estar do meu vizinho, assim como a minha alegria entusiasma alguém do outro lado do mundo. É impossível ferir alguém sem ser ferido também, lembre-se disso.
O exercício diário da compaixão faz de nós seres humanos de primeira classe." 
Mensagem: André Luiz 
Imagem: pinterest


domingo, 12 de abril de 2020

Os milagres silenciosos




Estão à vista
ocultos pra nós
em funda retina,
mostram dois sóis.



Qual  a primeira visão?
Onde vai nosso olhar?
O que diz o pensamento?
É difícil ultrapassar?



 Ver ao redor,
analisar;
deve haver
 uma saída,
 outra chance,
outro lugar. 


Difere,desafia
aclives, ranhuras
pedregosas
e solitudes em
chão de rasuras.



Bem à frente, 
ante olhar,
um recado,
 se desenha
nas laçadas
naturais. 



Brilhos saltam
das mornas camadas
das vistas cansadas,
abrindo olhares,
 pontilhos em cores,
bordam ramadas.


" Um milagre oculto se realiza através dos meios naturais"; não se percebe o exato momento do desabrochar de uma flor, do aparecimento da nova muda no galho, o preciso instante do inflar das asas de um pássaro pra se lançar em vôo e, mesmo assim, somos testemunhas dos incríveis milagres silenciosos de todo dia.

É no esforço, na atenção, na dedicada esperança que eles, os milagres , se dão!  




sábado, 4 de abril de 2020

Guloseimas


Li não sei onde, guardei pra mostrar:
"Só converse com seu passado sobre instantes felizes."

Dos incontáveis instantes felizes da infância estão aqueles saboreados nas guloseimas mais apreciadas por nove entre dez crianças.
Lembram desta? 

Aqui vão uns drops saborosos pra estes tempos atuais: 

Desde 2019 já se encontra em aplicação uma sonda em pílula que captura imagens intestinais em pacientes adultos.A pílula, que contém uma microcâmera, auxilia no diagnóstico de doenças do intestino. 


Em avançada fase de testes  segue a vacina contra o câncer.A vacina estimula os mecanismos de defesa do corpo ajudando-o no combate às células cancerígenas.  


Um exame de sangue poderá prever se uma gravidez apresenta risco de parto prematuro que é a principal causa-mortis de bebês antes dos três anos de idade.  



Sem público , uma praia de Pernambuco teve uma boa aglomeração: a dos bebês- tartarugas -de-pente, nascidas semana passada num total de 97 indivíduos que já se lançaram ao mar verdejante do nordeste.


Na Islândia, criaram a 1ª usina capaz de capturar CO2  e convertê-lo em minério sólido, o que impede sua proliferação na atmosfera.


No Brasil 7 empresas se mobilizam no combate ao " com-vida20". Duas delas são: a Natura/Avon mobilizando linhas de produção de álcool-gel para doação e a Ypê, distribuindo sabão em barra e derivados de limpeza para comunidades carentes do Rio e São Paulo.




Universidades públicas lideram  projetos de respiradores mais baratos. 


Pesquisadores australianos descobrem quatro tipos de células do sistema imunológico que atuam com grande eficácia na resposta à infecção pelo novo vírus. 


A EP Santo Agostinho, em BH, está confeccionando máscaras tipo cirúrgicas, que serão distribuídas à população de rua através de ações da Arquidiocese de Belo Horizonte.


Por enquanto é isto, pessoal.
Tenham uma semana santificada na fé!

Fiquem com Deus!!! 



domingo, 29 de março de 2020

Deixando ecoar


Deixe ecoar... 

os sorrisos ,
os abraços,
as saudades,
 as esperanças... 

Desapegue-se...

dos rancores,
dos mau humores,
 das mágoas,
dos reclames... 

Dois conselhos, oito passos
  possíveis de praticar. 
Ponha empenho, 
força de vontade, 
perceba o que mudar.

Insultos, calúnias, zombarias
facilmente, podem envenenar
e, depois do mal feito,
fica difícil consertar. 

Fé no amor, na amizade
 na bondade em ação,
na prática do bem,
na prática da gratidão.



Receita da felicidade pessoal

sempre, sempre, sempre Sorria e Agradeça a tudo e a todos. Acredite na força do Amor.






domingo, 15 de março de 2020

Águas cantantes


Ouvia-se com clareza,
 ecoando alto som,
 por todo recanto entranhado
 nas pedras e desvãos
 recortados na fonte 
 das águas cantantes
 correndo ligeiras
 por entre seixos e folhas
 criadas em corredeiras. 


A princípio, poucos souberam
 e fizeram ouvidos moucos,
 afinal, são tantas falas,
 as dos corvos roucos,
 que convinha averiguar
 se o fato era verídico,
 se constava aprofundar
 os reclames espargidos.  



Veio o grilo e chilreou
cuidadoso, baixinho,
 que ouvira do mocho
no meio do caminho,
contado a boca pequena
em zunido singular
que o sapo se esforçava 
em replicar, mas, de pequena
sua boca nada tinha
e, danou-se a coaxar. 

Duas abelhas atentas
correram a acalmar
o sapo, que todo nervoso
 não parava seu cantar.
Em sobrevôo elegante
elas zumbiram segredos
que calaram o sapo
agitado dando-lhe
bons conselhos.

Até hoje não se sabe
o que de fato ocorreu
sobre as pedras e desvãos
da fonte cantante
que nem por segundos
interrompeu sua
 linda melodia e,
por entre seixos e folhas
correu livre e brilhante
suas águas cristalinas.


" ... e a fonte a cantar, chuá, chuá
e as água a correr, chuê, chuê..."