terça-feira, 30 de setembro de 2014

Lá vem o Sol - auroras inesquecíveis









Domingão com bolo adoça  as conversas mesmo de quem está com olhos à meia-luz, como digo, feito o pai do Rafa madrugador(rsrs).Aniversário do vovô é dia de algazarra geral e mesmo no meio da barulheira o menino dormia a sono solto e nem se abalava com o movimento frenético da casa. Meu filho, pai do neném, se dizia desacostumado das funções noturnas do pequeno, afinal o irmão já é menino-grande, como ele diz, que acompanha os horários estabelecidos.Como consolo, aconselhei ao filho que aproveitasse pra curtir a aurora de cada dia, embalar o pequeno diante do espetáculo do amanhecer, receber as luzes novinhas trazidas na pintura do céu.

O nome ( aurora - deusa do alvorecer) e o fenômeno, me são muito caros.Gosto deles e do que representam. Foi em noites amanhecidas que aprendi a observá-lo com o vagar que a ocasião pedia, sorvendo pela janela do quarto da primeira filha os primeiros raios de sol das manhãs chegadas.O cansaço cedia lugar ao encanto e nós duas dormitávamos recostadas no sofázinho, banhadas pela aurora em suas luzes fulgurantes que desenhavam os céus do planalto central.

Quem já presenciou o espetáculo por lá sabe do que digo e das sensações que trago na memória afetiva real, sem invencionices.O altiplano central possibilita uma amplidão de infinito incomparável e faz-se de tela estendida pra todos os coloridos que vão se alternando na extensa luminosidade que por lá é natural.É de tirar o fôlego.Não sem fundamento sabe-se do quanto o ex-presidente JK tecia saudações aos céus de Brasília/ planalto central, merecidamente.

Houve, porém, uma outra ocasião inesquecível pra mim.Foi numa viagem de férias.Pousamos na primeira parada do percurso em Gurupi, hoje Tocantins, com o compromisso de acordarmos às 5 h da manhã pra nos arrumarmos, tomarmos café e seguirmos estrada afora e, assim aconteceu conforme o combinado, só não esperávamos ser expectadores boquiabertos do espetáculo que se deu à hora marcada, um show de luzes vermelho-alaranjadas estendidas por sobre todos os espaços abaixo daquele céu extenso matizado em base azulada, pontilhado em contornos esbranquiçados, rasgado em feixes coloridos.Impressionante!Não tenho fotos minhas da época.Aquelas férias foram em julho de 79, crianças pequenas e muitas funções pra dar conta, só ficou mesmo a lembrança vívida daquela aurora fenomenal.


*** 

"Here come the Sun", lindamente cantaram os Beatles!




As fotos são de Gurupi ( Google- olhares.uol e flickr).Quem for por aqueles lados não perca o espetáculo e tire muitas fotos, viu!





¨¨**¨¨**¨¨



18 comentários:

  1. Lindas fotos, Calu
    Muitas vezes presenciei este espetáculo, enquanto "tentava" fazer o meu filho dormir.
    Era uma árdua tarefa...rs
    O meu bebêzinho não dormia por nada.
    Tenha um ótimo dia.
    Beijinhos de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  2. As lembranças de alvoreceres continuam a alimentar a alma!
    É um esplendor esse momento, acho-o mesmo carregado de uma boa energia que nos restabelece.
    Infelizmente, aqui devido ao excesso de poluição, as luzes dessa hora têm sido mais opacas...
    Mas, sempre que posso estar num lugarzinho mais bucólico, banho-me neste momento!
    Bom dia Calu!

    ResponderExcluir
  3. Simplesmente lindo, bom termos olhos para podermos apreciar essas maravilhas.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Calu, parabéns para o Vovô de Rafa, aliás para toda a Família!
    Adorei o conselho que deu para seu filho!
    Admirar o nascer do sol é algo de maravilhoso, que nos encanta e revitaliza!
    A janela do meu quarto de infância era virada a nascente e como era deslumbrante, ao acordar mais cedo, observar o céu pintado com todas essas tonalidades!
    Linda a sua foto e as outros que partilha!
    Um beijinho,
    Ailime

    ResponderExcluir
  5. Imagino que seja um espetáculo da natureza maravilhoso,
    As fotos estão linndas!

    ResponderExcluir
  6. Olá, querida Calu
    Que lindo por do sol vc nos brinda!!! Obrigada...
    Depois que vi o por do sol de Jericoacoara, vivo catando, ainda mais, pores de sol por aí pelo Brasil inteiro e tem cada um mais lindo do que o outro...
    Vc clareou o dia nublado por aqui, menina...
    Bjm fraterno

    ResponderExcluir
  7. As fotos estão lindas, Calu!
    Mas o mais importante é guardar aquele momento na memória que para você será eterno.
    Também amo ver o sol nascer, sempre que estou de férias ou no sítio, acordo antes de todo mundo só para ficar apreciando esse espetáculo. Tenho muitas séries de fotos de auroras nos mais diversos lugares, algumas gosto tanto que ampliei e pendurei em meu consultório.
    Bjs querida, lindo post!

    ResponderExcluir
  8. Lindo texto, Calu, ornamentado por imagens incrivelmente belas. Um presente da natureza e que poucos tem oportunidade de apreciar. Só mesmo madrugando-rsrs. Um espetáculo para quem tem olhos de ver.
    Então foi aniversário do vovô do Rafa? Parabéns a ele e que tenha muita saúde e bençãos pelo caminho.

    Beijão.

    ResponderExcluir
  9. Boa noite vim deixar uma frase pra vc

    ¸.•*¨✿✿"Há pessoas que nos salvam sem perceber. Por amor. Por amizade. Por simplesmente querer bem."

    Paolla Milnyczul ¸.•*¨✿✿


    Bjusss
    Rita

    ResponderExcluir
  10. QUE MARAVILHA,cALU!! aQUI NA MINHA FRENTE O SOL E O MAR! BJS PRAIANOS,CHICA

    ResponderExcluir
  11. Deve ser estonteante este alvorecer no altiplano central! Nunca por lá fui, apesar de me dizerem belezas do lugar, mas meu problema com clima seco me afasta as vontades, no entanto sua descrição me deixou entusiasmada de ir um dia.
    Quase nunca vejo o alvorecer, pois sou dorminhoca nas manhãs e quando acordo o sol já está bem lá em cima, mas sou uma apaixonada pelo entardecer e suas luzes. E um dos mais lindos pôr de sol eu já assisti aí na sua praia, em Piratininga, onde considero um espetáculo maravilhoso e imperdível nos verões. Estou me preparando para ir de novo vê-lo em breve. Guarde alguns pra mim, tá bom!?
    beijinhos cariocas


    ResponderExcluir
  12. Maravilhosas imagens,Calu! E com os bebês fica sempre a chance de ver o amanhecer! Belos tons alaranjados! bjs,

    ResponderExcluir
  13. Que maravilha. Nunca fui ao local citado. Mas certamente é um espetáculo inesquecível como vc nos relata.
    Seu conselho ao filhote é bem próprio para quem não deixa de se encantar com a natureza. Poucas vezes vi o alvorecer, talvez em circunstâncias não aprazíveis, pois como a Beth, quando posso, gosto de dormir até mais tarde.

    ResponderExcluir
  14. Calu, não tenho recordações da natureza, mas você descreveu de forma muito bela a aurora dessas férias inesquecíveis. E foi poeticamente que aconselhou seu filho. Há prazeres onde não se imagina e um pequeno alerta pode levar aos entes queridos a vivência de instantes preciosos. Durmo tarde e levanto tarde, perdendo esse espetáculo. Bjs.

    ResponderExcluir
  15. Pela descrição fico a imaginar essas férias sem dúvida inesquecíveis!
    Bjs

    ResponderExcluir
  16. Oi, Calu!
    Durmo tarde e quando acordo o alvorecer já passou... Vejo todos os dias o por do sol.
    As fotos são maravilhosas! Deve ter sido uma delícia a sua viagem ao Tocantins. O céu do planalto central é lindo! Como definia Florbela "A noite empalidece. Alvorecer... "
    Beijus,

    ResponderExcluir
  17. Boa noite Calu!
    Lindas lembranças, queridas lembranças de um tempo que passou... e recheadas assim de amanheceres fazem bem para nossos corações não é? Mas para cultivar essas lembranças poéticas, é preciso ativar os olhos da alma... e esse é um dom todinho seu! Parabéns amiga... e obrigada, suas lembranças me fizeram ir ao encontro de algumas minhas, e consegui rever a moldura dos meus amanheceres! Graças a essa sua prosa poética que tanto me encanta.
    Bjs
    Marli
    Blog da Marli

    ResponderExcluir
  18. Adorei...seu etxto me trouxe lembranças da minha infância...amei recordar <3

    ResponderExcluir

Teu comentário é o fractal que faltava neste mosaico.
Obrigada por tua presença querida!