quarta-feira, 23 de julho de 2014

Sopros ventados, desejos expressados









Tremeluz à flor d'água entre sopros luminosos o ar maroto, cadinho de vento, filhote brincante estreando seus vôos nesta manhã.Passa e repassa e nisso abraça, rodopia folguedos de criança levada, eriça as peles, levanta a areia e de quebra margeia a espuma das ondas que salpicam longe seu frescor salgado, gotículas voadoras nas asas do ar, tantinho de vento danado, a brincar.


Enche as bochechas e sopra fininho por sobre as ondas,chacoalha o mar.Corre brisado de cá pra lá; da areia pro asfalto, do chão pro alto, de cá pra acolá. Adora os barulhos, melodias únicas em seu passar; farfalha as folhas, balança os ramos, mexe com as flores, refresca os rostos, remexe o lugar.Sabido, inventa, rodopia, agita, suspende o que não preso está. Naquela manhã acordou tinindo um azul prontinho, uma brisa, um mar.

E a moça distraída ia sorvendo o dia que anunciava tudo que de lindo há, ouviu atrás de si uma voz a lhe avisar:
___ Segura o chapéu, dona, que o sudoeste não tarda a chegar.



***¨¨***


Poemas ao vento
Fernando Pessoa


Sopra o vento, sopra o vento, 
Sopra alto o vento lá fora; 
Mas também meu pensamento 
Tem um vento que o devora. 
Há uma íntima intenção 
Que tumultua em meu ser 
E faz do meu coração 
O que um vento quer varrer; 
Não sei se há ramos deitados 
Abaixo no temporal, 
Se pés do chão levantados 
Num sopro onde tudo é igual. 
Dos ramos que ali caíram 
Sei só que há mágoas e dores 
Destinadas a não ser 
Mais que um desfolhar de flores.


¨**¨ 


" O vento que venta aqui é o mesmo que venta lá ", diz a letra da canção numa promessa de certezas, numa perspectiva de esperança de que a declaração se faça verdade e que o vento bom, apaziguador, vente por todos os quadrantes da Terra, avivando nos corações dos homens o reconhecimento pela semelhança.











18 comentários:

  1. oi Calu

    Tão bom sentir o vento, uma sensação gostosa que envolve por inteiro.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  2. Lindo ,Calu!! Que bons ventos sempre soprem por aí e por onde andares! beijos praianos, volta logo! chica

    ResponderExcluir
  3. OLá Calu, que poema lindíssimo o seu e depois o de Fernando Pessoa!
    O vento é também inspirador e quando traz boas noticias é sempre bem vindo!
    Tudo de maravilhoso!
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderExcluir
  4. Bons ventos nessa pausa Calu!
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Calu, que delícia de ler seu poema! Me despertou sentimentos de alegria, leveza, frescor... ainda ontem eu agradecia ao vento porque ele sempre conversa comigo. E com quem mantém sempre os ouvidos do coração para ouvir. Um abraço!

    ResponderExcluir
  6. Querida Calu,
    Seus versinhos transmitem a ideia de frescor, de coisa nova vinda com os bons ventos e eu sei que a segunda coisa nova chega na sexta. Que os bons ventos tragam alegria ao seu e ao coração de cada um desta família!
    um beijo e abraço cariocas

    ResponderExcluir
  7. Que os bons ventos nos rodeiem de mais calor humano.

    ResponderExcluir
  8. Oi Calu, estive lendo o texto sobre humildade que vc postou no blog da Rosélia e amei! Tanto é que estou aqui para conhecer o seu espaço, e amei.Tanto que já a estou seguindo! Também amei sua poesia, com certeza que bons ventos sopram quando Deus te deu a ideia de cria-lo.
    Também te faço um convite para prestigiar poetas e poetisas votando no verso que melhor lhe agradar tocar o seu coração.
    O link onde esta acontecendo o nona pena de ouro é esse aqui.
    http://ostra-da-poesia-as-perolas.blogspot.com.br.

    Bjss te esperamos lá hein!

    ResponderExcluir
  9. Oi Calu,
    Em meio a tragédias e guerras, chegar aqui e ler poesia é como uma lufada fresca de delicadeza. Que este mesmo vento de esperança realmente se espalhe pelo mundo que anda tão necessitado.
    Olha, volta logo!
    Lindo fim de semana.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  10. Que bela proa poética, Calu, ritimada, sonora, musical. Gostei muiiitooo!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  11. Em sua postagem, vento que brinca, que alegra, que nos faz desejar seja inspirador em todos os cantos do mundo. Ele vai e vem e em cada coração provoca emoções diversificadas, originadas pelo momento vivido.
    Obrigada, Calu, pelo carinhoso apoio. Bjs.

    ResponderExcluir
  12. Oi, Calu!
    Segurando o chapéu!! Aqui está ventando tanto, tanto... você está mandando vento pra cá?
    Que bons ventos a tragam de volta!
    *Sua página está com alerta de malware, acho que é o contador de visitantes...
    Beijus,

    ResponderExcluir
  13. Que bons ventos a tragam de volta.
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Vento, vento, ventania...
    Um belíssimo post, Calu!
    Agosto tá aí e com ele os ventos irritantes... rsrsrs
    Mas se eles forem vistos como poemas tudo fica melodioso...

    Minha querida, uma linda semana!
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Que coisas lindas. A brisa mansa trouxe suas palavras nessa manhã, e aqueceu o frio.
    Que o vento espalhe apenas coisas assim." Boas de sentir"
    Um grande abraço.LINDO

    ResponderExcluir
  16. Voltei para te convidar a conhecer meu outro blog.www.suaveenaturalblogspot.com. Será um prazer recebe-la. Bjs.

    ResponderExcluir
  17. Nada mais lindo que estar provido desta sensibilidade, que faz sentir o roçar do vento na pele.
    Sentir o ensaio do primeiro voo.
    Lindo sempre Calu.
    Linda semana colorida a voce.
    Carinhoso abraço

    ResponderExcluir

Teu comentário é o fractal que faltava neste mosaico.
Obrigada por tua presença querida!