segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Pista de Obstáculos

Nada mais normal para uma dona de casa do que ir ao supermercado ao menos duas vezes na semana. Assim sigo minha agenda semanal, ás vezes, alterada um dia pra mais, mas tudo dentro do previsto.O que de uns tempos pra cá não tem estado nesta previsão é o aumento da falta de educação dos motoristas de carrinhos.A cada dia cresce assustadoramente o número de pessoas irritadiças,grosseiras e de maus modos num ambiente que é quase um passeio público, onde a circulação deveria ser feita de maneira adequada, já que estamos todos guiando uma ferramenta deslizante.

È gritante o descaso diário com as boas regras de educação nestes espaços ( em outros também); mas voltemos ao mercado.Pra todo lado há carrinhos atravancando os corredores, alguns até atravessados na horizontal impedindo a passagem e o que é pior, sozinhos, enquanto o "dono ou a dona" buscam produtos dez prateleiras adiante.Ora, se ia se deslocar pra longe, deixasse seu carrinho num vão fora da passagem, mas pouquíssimos(as) fazem isto. E os desligados então, fujo deles, são atropeladores por excelência.E como dói um tranco na canela! Há os ultra distraídos(as) que pegam o carrinho errado.Comigo já aconteceu e, a dama em questão nem se desculpou, virou as costas e saiu em busca do carrinho perdido. As gentilezas são raras neste território. Até existem e quando recebo uma me acabo em agradecimentos. 

E quando acho que está na boca do caixa o fim da maratona,sempre me engano, ainda falta o desafio do estacionamento.Uma verdadeira prova de resistência diante do festival de abusos, a começar pelos carrinhos largados em qualquer lugar, de preferência atrás do carro vizinho da vaga daquele(a) que acabou de descarregá-lo.Já vi um carrinho vazio desgovernado descer o desnível do estacionamento e atravessar a rua em disparada forçando os motoristas a frearem bruscamente.Por sorte é uma rua secundária, mas acho que se fosse uma avenida,o usuário do bólido teria agido da mesma maneira. 

Adultos que agem assim , não tem condições de dar uma educação cidadã para seus filhos ou netos.As crianças e jovens que os acompanham nas atividades pelo comércio estão observando as posturas e logo imitando-as. Já vai lá pela pré-história o ditado de: " faça o que eu digo e não faça o que eu faço". Isto era desculpa esfarrapada pros pais autoritários imporem sua vontade.
---------------------------------- 
Vcs já pararam para pensar no vetor de fungos e bactérias que são as barras de condução dum carrinho de supermercado? Gente, né brinquedo, não! Há um estudo feito na Coréia do Sul, que constatou a presença de mais de um milhão de germes nas barras destes carrinhos. As pesquisas enfatizam que as barras dos carrinhos estão entre as superfícies mais contaminadas até do que os metais dos banheiros públicos.
Overdose de álcool-gel nas mãos depois das compras, viu? 

Imagem: photoaki.com

14 comentários:

  1. Vc falando da falta de educação nos super mercados e eu ontem também refletia sobre isto. As pessoas estão tão individualista que não olham ao seu redor, só olham para o próprio umbigo. Na descida das escadas do plazza, uma família pai, mãe e filhos param. com carrinho de bebe e tudo. para resolver alguma questão e não se dão conta que há outras pessoas que estão querendo descer.
    Como serão estas crianças no futuro? Fico assustada!.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi flor!!

    Superado eu faço a cada 15 dias. Acho muito chato aguentar caixa lotado, gente abusada, pouco embaladores, estacionamento lotado , gente pedindo leite pros filhos, pacote de fraldas e cesta básica( ajudar vez outra é até legal) mas sempre? Posso não!

    E sobre as barras sujas dos carrinhos, é coisa séria mesmo!

    Amei seu post!

    Beijos

    Selma

    ResponderExcluir
  3. Seu post fala da verdade mais irritante do país: a falta de urbanidade, de educação do nosso povo, e o que vc disse é bem verdade, pois percebemos nas crianças que estão surgindo por aí que causam problemas nas escolas e nos locais públicos! Só por Deus! Grande abraço, Calu!

    ResponderExcluir
  4. Menina, isso é coisa que também observo por aí à fora!
    Esses rapazes que carregam os carrinhos pra lá e pra cá, não foram bem treinados e principalmente educados, por isso ao invés de fazerem um bom trabalho, eles brincam de trenzinho com aquele monte de carrinhos. Um perigo para quem está à sua frente! Por isso eu digo e repito, não adianta fazer esta tal 'pseudo-inclusão-social', tem mais que dar educação primeiramente ao povo, pois só assim o incluirá de verdade no convívio com a sociedade.
    Noutro dia, no Extra, um homem de mais de 50 anos, acabando de descarregar suas compras, não retirou o carrinho que ele utilizou do lugar e eu ali esperando. Claro, que chamei-lhe a atenção e pedi, educadamente, que retirasse o carrinho dele. Ainda me respondeu que não sabia onde ia colocar o mesmo. Ora, faça-me o favor!
    Com relação à sujeira das barras de condução, bom seu alerta, e hoje mesmo vou comprar um daqueles pequenos frascos de gel para limpá-los antes de usá-los.
    Aliás, daqui a pouco estou indo ao supermercado!
    beijinhos cariocas


    ResponderExcluir
  5. Oi Calu, gostei muito do seu post!
    Apesar da minha "especialidade", vou ao supermercado quinzenalmente... apesar de eu ter uma pessoa (profissional) para quem passo (por e-mail...) uma lista do "basicão", eu ainda gosto de 'olhar com a mão' os 'adereços'como biscoitos, algumas frutas frescas/secas, alimentos integrais, carnes...
    Eu achava que para não cadeirante, seria mais fácil... mas posso que também há contratempos específicos.
    A questão é falta de educação básica, mesmo.

    Abração
    Jan

    ResponderExcluir
  6. Realmente incrível o que vemos no supermercado.

    Parecem bandos de loucos! Por isso, só nos dias de pouca frequência por lá e mesmo assim, achamos coisas pra nos incomodar!!

    Uma das que mais me irrita e aqui em Poa é quase sempre: falta de educação dos que trabalham nos caixas, nem ao menos "RESPONDEM ao cumprimento dado.Um horror!! Fico p da cara!

    beijos,chica

    ResponderExcluir
  7. Calu,supermercado pra mim só de manhã bem cedo pois detesto esses congestionamentos de carrinhos,as filas...sinceramente,não gosto nadinha!Vc escreveu com muito bom humor sobre muitas verdades que temos que enfrentar no dia a dia!bjs e boa semana!

    ResponderExcluir
  8. Cada vez mais a falta de educação vai imperando em qualquer área. Hoje fui ao super-mercado e estava tranquilo. Piores dias são aos sábados ou véspera de feriado.
    Boa alerta com relação as bactérias dos carrinhos.

    Uma boa noite
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Olá Calu,
    Estava vendo sobre a blogagem coletiva e resolvi conhecer seu blog.
    Menina, realmente é terrível ir ao supermercado e ver que algumas pessoas não se preocupam com o próximo. Só pensam em fazer as suas compras ocupando o máximo de lugares possíveis nos corredores dos mesmos.
    Fico indignada... Realmente, é o exemplo que passamos para nossas crianças que nos acompanham.
    A boa educação é fundamental para qualquer lugar, não é mesmo?
    Vamos legar um álcool para limpar as mãos da próxima vez.rsrs...
    Valeu!!!
    Já estou por aqui.
    Beijos mil

    ResponderExcluir
  10. Minha querida Calu,

    Concordo com a Anne, amiga, supermercado prá mim só bem cedinho, quando as portas se abrem.As pessoas se esquecem das regras mais simples da educação e da civilidade.E isto independe do tamanho da cidade, infelizmente.

    Gostei da forma com que abordou o assunto,leve e alegre, como tudo que escreve, aliás.

    Bjsssss e obrigada pelo carinho lá no Sonhos e Encantos,
    Leninha

    ResponderExcluir
  11. Acredito no que diz e agradeço o alerta.
    A encontrei em Toninho e gostei!

    Maria Luísa

    ResponderExcluir
  12. Olá, parabéns pelo seu blog!
    Se você puder visite este blog:
    http://morgannascimento.blogspot.com.br/
    Obrigado pela atenção

    ResponderExcluir
  13. Bom dia,Calu!!

    Infelizmente minha amiga, encontramos mal educados em todos os lugares...por aqui também é assim...ir ao mercado requer paciência...(meu marido não tem muita...mas estou tentando ajudá-lo...rsrs).
    E tens razão, como ter crianças educadas se os adultos responsáveis não são???!! Depois não sabem porque os adolescentes estão tão mal educados!
    Quanto as bactérias eu sabia...sou bem cuidadosa com isso!rs É como no ônibus...todo cuidade é ganho na saúde!!
    Beijos,minha amiga querida!!!!
    Ler você é como estar sentada do seu lado,conversando!É tão bom!Obrigada por dividir os pensamentos!

    ResponderExcluir
  14. Nossa, sempre penso a mesma coisa quando vou fazer compras. Começo me incomodando no estacionamento, já que os carrinhos ficam por lá espalhados. E o pior é que nem há espaço suficiente para nos movimentarmos. Além do descaso dos que estão também comprando, existe o excesso de exposição de mercadorias pelos caminhos. Bjs.

    ResponderExcluir

Teu comentário é o fractal que faltava neste mosaico.
Obrigada por tua presença querida!