quarta-feira, 11 de junho de 2014

Ao som da flauta os namorados se encantam: o amor está no ar






O amor romântico é assunto tão presente em nosso cotidiano que todos nos sentimos especialistas e, creio que essa intimidade acaba gerando comodidade, uma porta aberta para o equívoco.Todo encantamento que se inicia no namoro, muitas das vezes perde-se no decorrer da convivência, o que deveria ser evitado, pois a feliz passagem do tempo precisa ser celebrada, precisa ser cultivada fazendo da vida a dois um permanente renascer daqueles dias em que dois enamorados contavam os minutos para verem-se, sentirem-se, tal como foi tão lindamente narrado neste trecho do 
"Pequeno Príncipe":

"A raposa pediu que o pequeno Príncipe a cativasse.
__ Que quer dize "cativar"? __ ele perguntou.
A raposa explicou:
___ Tu te sentarás primeiro um pouco longe de mim, assim na relva.Eu te olharei com o canto do olho e tu não dirás nada.a linguagem é uma fonte de mal-entendidos.Mas, a cada dia, tu te sentarás mais perto...Se tu vens, por exemplo, às quatro da tarde, desde as três eu começarei a ser feliz.Quanto mais a hora for chegando, mais eu me sentirei feliz.
Ás quatro horas, então estarei inquieta e agitada: descobrirei o preço da felicidade!"


Na declaração final reside o que todos esperamos conhecer: a tal felicidade, porém sem preço, ao que a poetisa Adélia Prado resumiu em lindos versos do poema:


O sempre Amor

Amor é a coisa mais alegre
amor é a coisa mais triste
amor é a coisa que mais quero
Por causa dele falo palavras como lanças.
Amor é a coisa mais alegre
amor é a coisa mais triste
amor é coisa que mais quero.
Por causa dele podem entalhar-me,
Sou de pedra-sabão.
Alegre ou triste
amor é a coisa que mais quero."

O tempo idílico dos enamorados não passa enclausurado em horas, não há ponteiros inflexíveis, somente a melodia encantada de mundos além daqui.


" O nosso amor 
Vai ser assim
eu pra você
Você pra mim!"

( Jobim e Vinícius)

***

Em clima de enamoramento, o tema ganhou mil versões através dos convites da Anne Lieri e da Norma Emiliano, embalados ao som mavioso duma flauta trazida pela Chica  a nos dizer:



Em suavidade, a flauta evoca mundos mágicos.


¨¨**¨¨**¨¨




Imagem: sintapi





21 comentários:

  1. Que seu dia seja carregado de amor.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  2. Viva o amor \o/
    Vivamos o amor \o/
    Ao som de flautas, clarins, pianos, ao som da brisa, do mar
    No compasso das batucadas dos nossos corações e nas pausas
    Amar e ser amado, amada
    Vivência, na essência, encantada

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde Calu, de arrasar o seu "post"! Está tudo aqui e de uma forma altamente edificante, como aprecio e devidamente entrelaçado, com gosto de dizer!
    Adorei a alusão ao excerto de o Pequeno Príncipe! Perfeito, porque verdade! E depois os poemas de Adélia Prado e Jobim e Vinicius, um amor!
    Ao som da flauta deixemos o amor falar!
    A sua frase belíssima!
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderExcluir
  4. Ontem foi em Portugal o dia de Camões, quem melhor do que ele descreveu o amor:

    Amor é fogo que arde sem se ver;
    É ferida que dói e não se sente;
    É um contentamento descontente;
    É dor que desatina sem doer;

    É um não querer mais que bem querer;
    É solitário andar por entre a gente;
    É nunca contentar-se de contente;
    É cuidar que se ganha em se perder;

    É querer estar preso por vontade;
    É servir a quem vence, o vencedor;
    É ter com quem nos mata lealdade.

    Mas como causar pode seu favor
    Nos corações humanos amizade,
    Se tão contrário a si é o mesmo Amor?

    Luís de Camões


    beijinho

    ResponderExcluir
  5. Que lindo e romântico post, Calu!! Adorei e casaste bem o namoro da Anne com a minha flauta,rs Obrigadão!!" beijos,tudo de bom e lindo e bem feliz dia amanhã! chica

    ResponderExcluir
  6. Oi Calu

    Antecipaste o post articulando três coletivas e ficou o máximo. Grata pela adesão amanhã estará fixado o seu link no meu post.
    Amor é isto e tudo mais que vivemos em nossas diversas relações e que precisam de muito cultivo para florirem. bjs

    ResponderExcluir
  7. Oi Calu

    Antecipaste o post articulando três coletivas e ficou o máximo. Grata pela adesão amanhã estará fixado o seu link no meu post.
    Amor é isto e tudo mais que vivemos em nossas diversas relações e que precisam de muito cultivo para florirem. bjs

    ResponderExcluir
  8. Que post lindo Calu.
    Adorei!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Que belos textos sobre o amor…nossa, o dia dos Namorados chegou!
    Estou correndo tanto, que achei que ainda faltava uma semana, preciso comprar uma lembrancinha para meu marido…
    Bjs querida

    ResponderExcluir
  10. Oi Calu! Eu quero essa flauta do amor para mim sempre! Lindíssima participação! Beijo!

    ResponderExcluir
  11. Oi Calu!
    Lindo amor e lindo 'casamento' como disse a Chica! Ficou demais!
    Bjs
    Marli
    Blog da Marli

    ResponderExcluir
  12. Namorar ao som da flauta é mágico ,Calu
    Sua frase está muito linda e romântica.
    Me encantei com a sua postagem.
    Deixo aqui um beijinho carinhoso de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  13. Você, querida amiga, conseguiu reunir num só post, lindo por sinal, tudo o que as 3 amigas pediram em suas BCs.
    Gosto tanto dessa parte do Pequeno Príncipe, lembra muito o início do meu namoro com o WL quando eu li este trechinho pra ele, que não conhecia, e ficou encantado pela historinha.
    O romantismo está no ar e não vai ter copa que tire isso da gente.
    abração carioca

    ResponderExcluir
  14. A Calu com muita arte construiu uma linda postagem onde o amor se manifesta em todos suspiros, em todos os momentos da vida.
    Toquemos a flauta para este amor Calu.
    Um abração.

    ResponderExcluir
  15. Calu:
    O amor de hoje é descartável, bem diferente da descrição feita no livro O Pequeno Príncipe, ou nos versos postados por você.
    Amor pede serenidade, maturidade e sabedoria.
    Só assim para manter-se firme e duradouro.
    Bjs.:
    Sil

    ResponderExcluir
  16. Que lindo, Calu! Postagem adorável falando também do Pequeno Príncipe, Adélia Prado Tom e Vinícius. Eu sou uma eterna apaixonada e romântica fiquei feliz lendo isso! Abração meu!

    ResponderExcluir
  17. Oi Calu, gostei muito de tua postagem, namorar ao som da flauta, nossa é muito romântico e você participou das postagens coletivas de forma muito especial, parabéns beijos Luconi

    ResponderExcluir
  18. Saber cativar para além da fase do enamoramento, que é mágica, absoluta, doce feito som da flauta é o segredo, é a ponte para longos relacionamentos e para fechar as portas do equívoco, do comodismo...
    Cativar, surpreender tão simples e tão difícil de se praticar.
    Lindo post Calu!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  19. Calu,que belo texto escreveu! Adorei a analogia com o Pequeno príncipe,pois amar é cativar! Ficou lindo! bjs,

    ResponderExcluir
  20. Que lindo, Calu...
    O amor, ah, o amor... tão falado e quase sempre não decifrado. Se ama e ponto final. Simples. Mas nem tanto...
    Amei!
    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Oi Calu, passei para te desejar um ótimo feriado!
    Bjs

    ResponderExcluir

Teu comentário é o fractal que faltava neste mosaico.
Obrigada por tua presença querida!