sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Cadê a minha Infância?


Procura-se por um pedaço
cortado sem piedade
duma fase preciosa
que inteira povoava
de magias e encantos,
de histórias de reis e fadas,
os dias e as noites
acalentadas entre
risos, pirraças, 
medos comuns
aos tempos infantis que 
incólumes seguiam
pelos anos marcados
de peraltices,
em brinquedos,
folguedos, fantasias
da meninice.
Mas, já longe vai
este tempo lembrado
com saudade, 
com pesar,
pela infância abreviada
nas urgências adultas
que atropelaram
esses dias tão vitais
e hoje apressam
nos filhos
etapas,que deveriam
seguir seu ritmo
como a natureza 
o seu curso habitual.
O que vemos então, 
são meninotas 
de 10/11 anos,
maquiadas, travestidas
de pequenas mulheres
sem tamanho ou visão
da vida que lhe roubaram
em nome duma falsa
evolução.
Calu 
------------------------------------------------ 
Outubro já abriu o portão da entrada e chega anunciando suas datas. As crianças estão no foco e apesar de termos avançado no respeito e proteção à infância, ainda resta muito chão a ser percorrido para que se tenha uma eficaz política de proteção à infância e à adolescência.Milhares de crianças e jovens sofrem variadas agressões de múltiplas e inconcebíveis naturezas.È passada a hora de focarmos a educação e a saúde como alicerces de um país sério voltado para o bem-estar de seus cidadãos.
------------------------------------------------------  
Gente Bonita,
olha aí eu participando do generoso Blog da Maria Selma,Chá da Tarde_Vamos tomar um cházinho comigo?
Dêem uma passadinha lá, meninada!

Obrigada querida Selma por mais esse carinho.
Bjos,
Calu

18 comentários:

  1. Lindo,Calu!!!É mesmo uma pena ver crianças sendo colocadas como adultos..E te vi lá na Selma,legal!beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Saudades da minha infância também!
    Tempinho bom e cheio de doces lembranças.
    Uma pena que hoje tudo esteja tão mudado.
    Bjokas

    ResponderExcluir
  3. Calu, sei que vc transformou em poesia esse assunto que nos entristece, pq poesia é música, são flores, jasmins perfumando, são céus salpicados de estrelas, luas cheias brilhando nas palavras e criança, e infância deveriam ser assim ... só poesia! Tenha um lindo e abençoado final de semana! bjbjbj!!!

    ResponderExcluir
  4. Querida professora!
    Como educadora eu sei que você deu o seu melhor às crianças e hoje dá a netinha que está aí ao lado.
    Feliz dela que tem você por perto, pois hoje o que vemos é uma alienação total por parte de muitos pais e as crianças crescendo sem rumo, numa infância desperdiçada.
    Educação e amor é tudo o que eles mais precisam.
    Vou lá ver você no Chá da tarde.
    beijos cariocas e ótimo fim de semana!

    ResponderExcluir
  5. Muito querida Calu,

    Belos poema e alerta! Os atropelamentos na vida sempre deixam marcas. Essas crianças conseguirão conviver com as suas? Esse mundo apressado vai chegar onde? É uma pena a falta de tempo para sorver calmamente as delícias de cada tempo.

    Girassóis, muitos, pra vc. beijos

    ResponderExcluir
  6. Calu, adoro seus posts querida!
    Isso é infelizmente uma verdade que temos hj, estamos deixando nossos pimpolhos adultos antes da ora, temos que tomar cuidado com isso, pois quando eles crescerem vão dizer "Vc tem que cultivar sua criança interior." e eles se daram conta que essa criança não existiu.

    Lindo findi pra vc querida, bjokitas mil.
    :)

    ResponderExcluir
  7. Lindo o que escreveste, Calú!O que tenho pena, nestes tempos de hoje, é a gaiola dourada que envolvemos nossas crianças, sem liberdade, por culpa de nossos medos(que serão, infelizmente, justificados), da falta de tempo que existe em convivermos mais com elas, fruto da vida corrida de hoje em dia...Sem falar de muitas crianças em que tudo falta:segurança, amor, lar, pão. É o que mais me entristece quando penso nas crianças que inocentemente existem e sofrem.
    Beijinhos, vou ver o Chá da tarde

    ResponderExcluir
  8. Oi Calu,você merece,todo carinho,agradeço por ter sua amizade,
    Que bom que gostou do selinho de participação,ficou lindo aqui no seu blog,
    Já tinha visitado algumas amigas suas falando de sua entrevista depois qdo vi que você postou o selinho aqui fiquei até emocionada mas esperei para comentar depois,
    Agora estou aqui,
    muito obrigada mais uma vez,,,
    Seu texto é uma verdade ,as crianças estão deixando de aproveitar as etapas do tempo...
    Beijos amiga,
    Otimo final de semana
    com perfume de primavera.

    ResponderExcluir
  9. Calu, entrei em seu perfil para chegar aqui e percebi que somos conterrâneas. Eu nasci no Barreto, no Hospital dos Marítimos. Não sei se ainda existe e nem sei se o Barreto ainda faz parte de Niterói ou de São Gonçalo. O fato é que de vez em quando estou por estas bandas. Tenho parentes queridos aí. Um bom final de semana. Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Olá, querida
    A infância passa... outras fases vêm...
    A vida continua... ainda bem que os netos vêm continuar o ciclo da vida que é linda...
    Bjm de paz e ótimo fim de semana

    ResponderExcluir
  11. Calu,além de muita linda essa é uma poesia de alerta contra a juventude precipatada, a infancia roubada...adorei seu texto e sua msg!bjs,

    ResponderExcluir
  12. Oi Calu, que poema mais precioso esse, uma pérola que merece ser lida por todos!
    Está perto o dia da criança,então nada como uma conscientização dessas.
    Beijos com carinho e bom fim de semana pra ti!

    ResponderExcluir
  13. Oi amiga Calu ,lindo fim de sábado,beijos de luz.

    ResponderExcluir
  14. Também me surpreende ver crianças vestidas de adultos. E pior do que isso, deixando escapar uma fase tão doce.
    Bom domingo!

    ResponderExcluir
  15. Calu... Fiz um vídeo novo no Blog SENTIMENTOS...


    Bom Domingo


    Beijo

    ResponderExcluir
  16. Pois é Calu, voce tocou bem esta onda que estraga e abusa sobre as crianças de mães que perderam a sensibilidade e se deixaram levar nesta onda que se elevou.Outro dia estava vendo um programa onde uma criança tinha varios sapatinhos de saltos, tipo mais de 40 pares e a mãe mais de 160.Fiquei estarrecido em ver o prazer da mae falar na vaidade da filha, apresenando uma caixa cheia de baton de todas cores.Pensei,que fi levaram as crianças que com sua inocencia bela?
    Um lindo domingo com todos os carinhos amiga.
    Meu carinhoso abraço de toda paz.
    Bju.

    ResponderExcluir
  17. Cadê a infância?
    Uma boa pergunta Calu.
    Hoje mesmo fiquei feliz em ver pela primeira vez um grupo de meninos jogando bola na minha rua.
    Sim pq hoje em dia é computador e jogos virtuais.
    Nem conhecem carrinho de rolimã ou pião.
    hei uma boa idéia...podíamos organizar uma blogagem coletiva com brincadeiras e brinquedos da nossa infância. Que tal?
    Bjos e obrigado pela tua amizade.

    ResponderExcluir
  18. Infância que momento bom...saudades...as crianças hoje em dia são obrigadas a crescer muito rápido e sem necessidade...pulam uma fase bonita da vida que não volta mais...adolecência com mais amor...E´facil criticar os adolecentes o tempo todo(TENHO DOIS CALU)..mas temos que ter mais dialogo com eles,deixar eles serem alegres,melancolicos,divertidos,mau humorados...isso passa,a vida adulta chega e tudo fica bem mais chato..
    Caluzinha tem bolo para você no café com bolachinha no dia 1 de outubro...Guardei para te entregar..
    muitos beijoss
    boa semana
    titi

    ResponderExcluir

Teu comentário é o fractal que faltava neste mosaico.
Obrigada por tua presença querida!