sexta-feira, 7 de abril de 2017

O prazer de ler - leitura recomendada








Confesso, menos culpada que desalentada, ter lido muito menos do que queria ou merecia nestes últimos quatro anos. As lidas exigentes da vida me tiraram o ânimo por vezes seguidas e não pouco, me peguei desanimada demais pra dedicar atenção à leitura fosse de que natureza fosse. Amigas chegaram a emprestar-me alguns títulos interessantes aos que me esforcei pra conhecê-los profundamente, qual o quê , mal chegava na vigésima página e o devolvia à dona.

Conto contente, em figura repetida, que isto mudou desde o fim do ano passado.De lá pra cá já li três livros, uma volta triunfal ao universo tão querido da leitura.Dos três lidos, tive um prêmio extra no terceiro escolhido e olha que é o mais novinho da pilha de espera, aquele que desperta certa culpa por passar à frente dos mais antigos da lista, mas assim foi e não me causou arrependimentos de forma alguma. Um verdadeiro presente dos deuses da escrita.

Logo nas primeiras páginas fui seduzida pelo estilo narrativo da autora em estupendas construções líricas, intensas e nunca extensas, passando longe, bem longe de qualquer sombra de tédio, o romance me fisgou, me encheu os olhos, a alma e o espírito de fulgor vívido por uma bela e bem contada história.Ele já figura em segundo lugar em minha lista dos dez melhores dos últimos dez anos.

Envolvente, surpreendente, encantador, inesquecível... Recomendo em eco alongado por todos os quadrantes da blogosfera, se é que os há.Duvido que alguém se desaponte com a leitura, mas sempre há exceções.De toda maneira, confirmo a recomendação.Se vcs a aceitarem, depois me contem suas opiniões.

Aqui vai uma provinha do fundo da colher:

" ___ Não, Livros são como pessoas, e pessoas são como livros. Vou explicar como faço.Eu me pergunto: ele ou ela é protagonista da sua vida?Qual é a sua motivação?Ou ela é coadjuvante na própria trama? Ela está tentando se retirar da própria história..."
(Nina George__ " A livraria Mágica de Paris")


Parafrasendo Milton: " Há canções e há momentos( leituras)
Que eu não sei como explicar..."


Finalizo deixando com vcs um dos poemetos da amiga Rosélia que simboliza o bom estado de espírito:

Tingir o Cotidiano

Colorir o cotidiano
Faz bem ao viver!
Embelezar tudo que 
Ao nosso redor estiver!
Seja com qual cor for,
Vale a pena tingir todo desamor!




~~~~~~~~~~~


Mais duas páginas tocantes do Diário do Verdinho em terras baianas.Alegria e poesia rechearam mais esta estada do nosso viajor.Confiram lá no Toninho Bira:

http://mineirinho-passaredo.blogspot.com.br/2017/04/passarinho-viajor.html

http://toninhobira.blogspot.com.br/2017/04/um-passarinho-viajante.html

Obrigada amigos e amigas da Blogosfera, vcs me presenteiam a cada postagem.



8 comentários:

  1. Boa Tardinha, querida amiga Calu!
    Que supresa foi a minha agora pois estava eu sem cor no horizonte e no coração e vc me veio colorir todo meu ser... muito obrigada de coração...
    Alegra-me muito ver meus poemetos rondando o mundo virtual e o coração das amigas queridas...
    Nunca imaginei que tudo isso acontecesse da forma como está sendo...
    Deus cuide de vc e lhe dê bons livors para entretenimento, mais cultura do que a que já tem e esbanja em nossas partilhas ao vivo e a cores...
    Mais uma vez, muito obrigada, querida!
    Não li a obra recomendada ainda mas confio no seu bom gosto em termos literários.
    Bjm muito faterno e bem colorido com a cor do amor ágape que nos une pela blogosfera afora.

    ResponderExcluir
  2. Que bom,Calu que conseguiste voltar a ler mais e essa tua dica parece mesmo bem boa! Gostei de ver o poemeto da querida Rosélia por aqui! bjs, às duas, lindo fds!chica

    ResponderExcluir
  3. Oi Calu, fiquei curiosíssima sobre esse livro!
    E ainda mais para saber quem é que está no primeiro lugar da sua lista, já que este está em segundo...
    Adorei os trechos que selecionou, vou procurá-lo.
    Gostei do poema também!
    Bom final de semana!
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito dos trecho através dos quais exemplifica o seu encantamento. Estou é intensa atividade de leitura, até porque fiz um curso que me afirmou algo que eu já fazia instintivamente no consultório: indicar leituras como ponto de ajuda na cura da alma.

    ResponderExcluir
  5. Calu, sou muito sensível a indicação de livros por amigas blogueiras!
    Quando coincide do título estar na minha lista e eu encontrá-lo assim, poética e lindamente descrito num blog, já vai ultrapassar os outros e subir para o primeiro lugar ( só em casos literários isso é permitido! ).
    Adorei também a sensibilidade da Rosélia no poema!
    beijo,

    ResponderExcluir
  6. Bom dia Calu,
    Sabe que me tem acontecido a mesma situação? Não consigo me apegar a que livro seja embora esteja fazendo um esforço nesse sentido.
    Ainda bem que conseguiu que esse livro a cativasse.
    Deve ser ótimo pelo excerto que publicou.
    Sobre o poema de Rosélia, admiro muito a poesia dela. Muito lindo.
    Um beijinho e bom domingo.
    Ailime

    ResponderExcluir
  7. Boa noite Calu!
    Me parece ser um excelente livro. Vou anotar pra uma próxima leitura.
    As vezes a gente fica assim mesmo sem ânimo pra começar uma leitura. Eu tenho lido bastante esse ano. Mês passado eu lia Serena de Rash, Ron. Uma história sobre a violência e a beleza do ser humano em uma trama magistral. Uma narrativa brilhante, que equilibra beleza e violência, paixão e ódio, impiedade e amor.
    Essa semana não resisti e estou relendo "Como Eu Era Antes de Você"
    de Moyes, Jojo. Essa história é maravilhosa.
    Poema muito bom da Rosélia.
    Boa semana e uma Feliz Páscoa! Que tenhamos dias de muita paz, reflexão e alegrias. Um beijo.

    ResponderExcluir
  8. Achei o seu blogue muito interessante, pleno de sensibilidade para o essencial da vida. Vou seguir, com todo o gosto.

    http://ac-wwwinterioridade.blogspot.pt/

    ResponderExcluir

Teu comentário é o fractal que faltava neste mosaico.
Obrigada por tua presença querida!